Campanha de doação coleta 146 bolsas de sangue em Jaguariúna

A campanha de doação de sangue promovida no último sábado, 1º de maio, na Escola Municipal Coronel Amâncio Bueno, em Jaguariúna, conseguiu a coleta de 146 bolsas, doadas ao Banco de Sangue da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). A campanha foi uma parceria entre a Prefeitura de Jaguariúna e o Hemocentro da Unicamp.

Segundo balanço divulgado pelo Hemocentro e Secretaria de Saúde de Jaguariúna, no total, 179 candidatos apareceram para fazer a doação e 31 foram considerados inaptos – também houve duas desistências e 68 pessoas doaram pela primeira vez.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Maria do Carmo de Oliveira Pelisão, a campanha foi um sucesso. “Apesar da pandemia, temos mantido a mesma média das campanhas anteriores. Agradecemos muito a participação dos doadores, que se dispuseram a colaborar com nossa campanha em pleno feriado de 1º de maio. Conseguimos 146 bolsas de sangue, que vão ajudar muito o Hemocentro nesse momento de queda nas doações”, disse a secretária.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), são realizadas 92 milhões de doações de sangue por ano em todo o mundo. Uma única doação pode salvar até quatro vidas. No Brasil, segundo a OMS, cerca de 1,9% dos brasileiros doam sangue regularmente. Este número está dentro dos parâmetros definidos pela OMS, mas é preciso melhorar.

Em tempos de pandemia os bancos de sangue estão sendo monitorados e já apresentam uma diminuição nos estoques de bolsas. O Ministério da Saúde orienta que as doações não devem parar. Segundo a Colsan (Associação Beneficente de Coleta de Sangue), os postos de coleta de sangue já tiveram uma queda de 30%.

“Aqui em Jaguariúna, as campanhas têm sido muito aceitas e elogiadas pela população, que em tempos de pandemia tem se apresentado solidária com o próximo”, completa Maria do Carmo.

  

Comentários