fbpx

Cidades do interior ganham força no mercado imobiliário

Com o crescimento desenfreado dos grandes centros urbanos e a consequente falta de espaço, as cidades do interior têm ganhado mais representatividade no mercado. O crescimento acelerado em sua demanda habitacional é evidente e, hoje, o Interior dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná representam 65,2% do PIB nacional, de acordo com a última pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a interiorização do setor imobiliário ganhando cada vez mais espaço no País.

De acordo com o diretor da regional do Secovi em Campinas Fuad Jorge Cury, os investidores têm encontrado no interior um potencial de crescimento notável. “Hoje em dia quando um comprador procura um imóvel ele busca aliar qualidade de vida com oportunidades de desenvolvimento econômico e social, e é isso que têm atraído as pessoas para o interior, e os investidores já sentiram isso”, afirma.

Fuad destaca também que as universidades, tanto públicas quanto privadas, têm sido fortes propulsoras no mercado. “Além de tudo isso, o interior vem oferecendo oportunidades para os jovens que estão entrando no mercado de trabalho; a redução da taxa de juros; aumento do prazo de financiamento, que propiciam a inclusão. Mas os principais itens que têm contribuído para que cada vez mais pessoas migrem da Região Metropolitana de São Paulo para municípios do interior paulista são a qualidade de vida e segurança”, diz.

SECOVI-SP
O Secovi-SP é o maior sindicato do setor imobiliário da América Latina, e desde 1946 atua para o fortalecimento do mercado. Com o objetivo de estar cada vez mais perto dos seus representados, o Secovi-SP mantém escritório regional em Campinas, oferecendo atendimento diferenciado e qualificado aos associados e cadastrados. Sua área de atuação abrange, também, 46 municípios vizinhos. O Sindicato atua fortemente na região, para que o crescimento das cidades e do setor imobiliário aconteça de forma organizada e sustentada.

Está presente, também, na Baixada Santista, Bauru, Grande ABC, Jundiaí, São José do Rio Preto, Sorocaba e Vale do Paraíba.

  

Comentários