fbpx

Clima quente exige cuidados durante a prática de exercícios

Sabe aquela sensação de moleza que nos acomete quando o verão se aproxima e os termômetros começam a subir? Não se trata de uma simples preguiça: ela está relacionada à resposta do organismo ao calor, que precisa se utilizar de diversos mecanismos para manter a temperatura corporal. E esta sensação se agrava principalmente na hora de se exercitar.

Conforme explica o Dr. Luiz Augusto Riani, médico do Esporte do Alta Excelência Diagnóstica, no calor o rendimento durante a prática de exercícios físico costuma cair porque há um desvio do fluxo de sangue para a pele e uma perda de líquidos pelo suor. “Estes eventos são necessários para que o corpo perca calor e reduza sua temperatura. É algo essencial para a vida”, detalha o especialista. Com isso, o coração precisa bater mais vezes e a oferta de sangue, oxigênio e energia para o organismo fica prejudicada em comparação ao clima mais ameno.

Dr. Riani revela que a sensação de preguiça está relacionada a esta demanda cardiovascular e metabólica aumentada, provocada por qualquer esforço físico no calor. “Temos a impressão de que estamos mais fracos, menos resistentes e mais cansados, já que o coração precisa bater mais vezes e o resultado das reações metabólicas gera maior acúmulo de ácido lático, substância que provoca a sensação de fadiga muscular e cansaço físico”, completa ele.

O médico listou algumas dicas que podem ajudar a combater a sensação de cansaço durante o verão, sobretudo na hora de se exercitar. Uma delas é aumentar a ingestão de líquidos para melhorar a hidratação, além de evitar ambientes quentes e abafados.

Confira as demais dicas:
– Prefira roupas leves e de cores claras;
– Evite esforços muito intensos, reduzindo as cargas de exercícios;
– Dê preferência para os horários do início e final do dia para se exercitar, quando as temperaturas ficam mais adequadas;
– Alimente-se bem e ao longo do dia, evitando jejum prolongado. Descanse bem;
– Os alimentos mais indicados são aqueles de fácil digestão, sem muita gordura ou condimentos, com preferência para vegetais, frutas, verduras e legumes que são ricos em vitaminas, sais minerais e água e pobres em gorduras;
– Alimentos que contém cafeína e taurina podem ainda estimular a atividade simpática e melhorar a disposição, mas deve-se ter cuidado com o aumento ainda mais pronunciado da frequência cardíaca. Por isso, é essencial manter um nível ótimo de hidratação.

  

Comentários