Com apoio da Prefeitura, dança circular sagrada no Parque dos Lagos tem inscrições gratuitas

Uma atividade intergeracional – com participação de pessoas de todas as idades – que traz benefícios ao ser humano sob vários aspectos e integra o movimento de cultura da paz: assim pode ser definida, de forma simples, a Dança Circular Sagrada, que sob a coordenação da terapeuta transpessoal Mônica Alvarez e da dentista Eveline Miachon vem sendo praticada todo terceiro domingo do mês no Parque dos Lagos e busca novos participantes em Jaguariúna.

“Estamos convidando pessoas de todas as idades a virem conhecer e praticar conosco, pois os benefícios à saúde mental e corporal são inúmeros”, garante Mônica. Ela também trabalha como coach de desenvolvimento pessoal e é uma incentivadora da dança circular sagrada, que acontece de forma voluntária há sete anos na cidade.

Dentre os vários benefícios, conforme Mônica Alvarez, a dança estimula a pessoa a deixar o sendentarismo de lado, por ser acolhedora (não precisa ter conhecimentos prévios em dança) – é praticada com os participantes formando uma roda e todos de mãos dadas – e permite que todos sigam os passos com naturalidade e mantendo atenção plena sobre si mesmo, o que faz brotar uma grande paz interior e ajuda no autoconhecimento.

“Trata-se de uma modalidade de dança-vivência que chegou ao Brasil há cerca de 25 anos e ganha cada vez mais adeptos, depois de ter sido criada pelo bailarino alemão Bernard Wosien. Depois se espalhou pela Europa”, explica Mônica. Em Campinas e em São Paulo, segundo ela, vários grupos praticam a dança circular sagrada em espaços públicos, prática que ela quer incentivar em Jaguariúna, onde recebeu o apoio da Prefeitura por meio da Secretaria de Turismo e Cultura (Setuc).

Engana-se quem acha que a dança circular sagrada é praticada apenas por pessoas da terceira idade, revela Mônica. “Ela é benéfica para todas as idades, pois ajuda a melhorar a coordenação motora, pois exercita também o cérebro, previne escleroses e trabalha o ritmo, a lateralidade, alivia o stress, desenvolve a inteligência socioemocional e remete as pessoas à sua essência, levando-as a perceberem saber quem são e como estão”, detalha a terapeuta.

As pessoas interessadas em participar da dança circular sagrada podem entrar em contato com Mônica Alvarez pelo telefone (19) 99204-1941, via E-mail: contato@monicaalvarez.com.br ou simplesmente comparecendo ao Parque dos Lagos no terceiro domingo de cada mês, às 9h30. A entrada é franca.

Fonte: ASCOM

  

Comentários