Conselho da RMC e Agemcamp recomendam a prefeitos adiamento da retomada das aulas presenciais

O Conselho de Desenvolvimento da RMC (Região Metropolitana de Campinas) – que tem como presidente em exercício o prefeito de Jaguariúna, Gustavo Reis – e a direção da Agemcamp (Agência Metropolitana de Campinas) divulgaram nesta sexta-feira (26) um ofício em que recomendam aos prefeitos das cidades que compõem a RMC o adiamento ou a suspensão da retomada das aulas presenciais devido ao agravamento da pandemia de coronavírus no Estado.

O documento é assinado por Gustavo Reis e pelo diretor-executivo da Agemcamp, Benjamin Bill Vieira de Souza, e leva em conta “o atual cenário da epidemia de Covid-19 na RMC, exposto pelo Departamento Regional de Saúde – DRS 7, onde apresenta média de ocupação de leitos intensivos SUS de 82%, devido ao aumento do número de casos graves”.

“Nesse momento, em que todos os indicadores destacam o agravamento da pandemia, em que o contágio e mortes estão em níveis altíssimos e que não há vagas hospitalares, recomendamos aos prefeitos o adiamento ou a suspensão das aulas, visando a proteção à vida”, diz o ofício.

Segundo o Governo do Estado, o Departamento Regional de Saúde Campinas (que engloba as 20 cidades da RMC e mais 22 municípios) registra até o momento um total de 217.500 casos confirmados de Covid-19, um aumento de 15,8% em relação a sete dias atrás. Já o total de óbitos pela doença é de 5.333, com crescimento de 8,4%.

  

Comentários