Coronel do Exército lança livro que conta história de família de imigrantes italianos com destino ao Brasil

“Família Mangiavacchi: uma história!” é um livro escrito pelo Coronel do Exército brasileiro Adilson Mangiavacchi que conta a saga de seus antepassados italianos que deixaram o Velho Continente com destino ao Brasil há mais de 100 anos.

Em suas 260 páginas o livro resgata momentos importantes de uma história muito rica em personagens e acontecimentos de uma família que superou a travessia do oceano atlântico para iniciar um novo ciclo de vida, repleto de desafios, superações e vitórias.

A obra contém inúmeras fotos e documentos daquela época e transborda informações relevantes e de interesse público que, segundo o autor, é uma singela contribuição que faz questão de compartilhar com as futuras gerações.

Cada página do livro foi escrita com muita paciência, disciplina e rigor na casa onde Adilson mora com sua família, no bairro Chapadão, em Campinas, depois de 10 anos de muitas pesquisas e viagens, inclusive para a Itália, onde foi acompanhado da jornalista e filha Lícia Mangiavacchi com o objetivo de garimpar o máximo possível de informações preciosas e inéditas.

Adilson lembra que durante o trabalho de pesquisa, enquanto não conseguia informações a respeito da família Mangiavacchi propriamente dita, passou a colecionar relatos e informações de outras famílias de imigrantes e foi compondo uma história que era mais ou menos comum às da maioria dos imigrantes.

“Quase cento e vinte anos passados desde o desembarque da família em solo brasileiro e com cinco gerações já nascidas aqui no Brasil, a família Mangiavacchi já soma mais de cento e cinquenta descendentes diretos. Hoje a minha intenção com este trabalho é a de deixar algo registrado para as gerações futuras e também para outros pesquisadores, para o caso de se interessarem, como eu, em saber de onde os italianos vieram”, destacou o autor.

SOBRE O AUTOR:

Neto de italianos, Adilson Mangiavacchi nasceu em 18 de março de 1954, em Monte Mor. Depois de concluir o ensino médio, foi aprovado na Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), em Campinas e ingressou na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) onde se formou oficial do Exército Brasileiro ao qual serviu durante quase 40 anos.

Neste período morou em diversas cidades de diferentes regiões do Brasil. Entre tantas valiosas contribuições a serviço do Exército brasileiro está a honrosa missão de servir à Organização das Nações Unidas (ONU) por duas vezes. A primeira em 1992, quando trabalhou durante um ano em uma Missão de Paz em El Salvador. A segunda em 2005, quando foi o comandante da tropa brasileira no Haiti durante seis meses.

Casado, Adilson tem três filhos e duas netas, é graduado e pós graduado em Ciências Militares (MMA).
Apaixonado pela família, pelo Brasil e pela Itália, o autor é um homem incansável que nunca tinha se aventurado pelo fascinante e instigante universo literário. Mas soube de forma leve e primorosa registrar histórias e informações que certamente ficarão pra sempre marcadas na lembrança de cada membro da família Mangiavacchi, além de servirem de estudo para pesquisadores que buscarem por informações sobre a vinda dos europeus para o nosso país.

  

Comentários