Decreto fixa o valor da tarifa do transporte coletivo

Decreto de número 23 publicado na edição de sábado, dia 30 de setembro, na imprensa local, fixou os valores em vigor da tarifa do transporte coletivo urbano. Para quem adquirir créditos eletrônicos para o mínimo de 10 viagens, a tarifa passa a custar R$ 4,00.

Quem optar pelo pagamento direto na catraca, a tarifa custa R$ 4,20. Até a publicação deste decreto, a tarifa do transporte coletivo de Mogi Guaçu estava em R$ 3,80. Índices inflacionários foram adotados para fixar a nova tarifa.

A distinção no valor da tarifa para quem optar pelo pagamento direto na catraca ou na compra antecipada de pelo menos 10 viagens no crédito eletrônico também ocorre em algumas linhas.

Na linha Roseira, a tarifa varia de R$ 5,25 na catraca e R$ 5,00 na compra antecipada de crédito. O mesmo ocorre nas linhas da Chácaras Alvoradas e Itaqui. Para Martinho Prado Júnior, a tarifa na catraca custará R$ 5,75, enquanto que com créditos foi fixada em R$ 5,50.

Matéria: ASCOM

  

Comentários