Detran.SP investe R$ 1 milhão para ações de segurança no trânsito em Mogi Guaçu

Montante é proveniente de multas aplicadas pelo órgão; Em janeiro de 2018, número de mortes causadas por acidentes caiu no Estado

O governador Geraldo Alckmin assinou nesta segunda-feira, 19 de fevereiro, convênio do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito com o município de Mogi Guaçu para a destinação de R$ 1 milhão a ser investido em ações com foco na redução de acidentes e mortes. O valor é proveniente de multas do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP).

A cerimônia foi realizada no Palácio dos Bandeirantes, na capital, e reuniu prefeitos e secretários de trânsito de outras seis cidades com as quais também foram firmadas parcerias: Araraquara, Bauru, Carapicuíba, Cotia, Mogi das Cruzes e Suzano.

No total, as sete prefeituras receberão R$ 9,5 milhões para promover a segurança no trânsito com campanhas educativas, melhorias em calçadas, semáforos inteligentes, rotatórias, sinalização, entre outras medidas. Entre os critérios para a escolha das cidades estão o número de habitantes e a proporção de óbitos causados por acidentes de trânsito.

“A legislação prevê o investimento do que se arrecada com multas de trânsito em ações de segurança. Desta forma, somamos esforços para alcançar de forma mais ágil e eficaz resultados positivos, com foco sempre na preservação da vida”, afirma Maxwell Vieira, diretor-presidente do Detram.SP.

Redução de mortes no trânsito – Durante o evento, Geraldo Alckmin divulgou dados de redução de fatalidades no trânsito no Estado. De acordo com o Infosiga SP, sistema que registra ocorrências nos 645 municípios, o número de óbitos causados por acidentes de trânsito caiu 5,4% em janeiro na comparação com o mesmo período do ano passado. Em 2018, foram registradas 387 mortes no primeiro mês, o menor número desde o início do Infosiga SP.

“Todo dia 19, o Infosiga traz os indicadores pra gente poder dirigir os investimentos e reduzir os acidentes de transito. Desde o início do programa, em 2016, 421 vidas foram salvas. Hoje, a causa externa, que é acidente rodoviário, é a terceira maior causa de morte no mundo inteiro, e a primeira entre jovens, o que é duríssimo”, disse Alckmin.

O evento também foi palco de assinatura de parceria do Movimento Paulista com três entidades do terceiro setor: Fundação Volkswagen, ONG Criança Segura e Vital Strategies. Acordo de parceria técnica com a Polícia Rodoviária Federal também integrou a agenda.

Sobre o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito – Programa do Governo do Estado de São Paulo, tem como principal objetivo reduzir pela metade os óbitos no trânsito no Estado até 2020. Inspirado na “Década de Ação pela Segurança no Trânsito”, estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o período de 2011 a 2020, o comitê gestor do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito é coordenado pela Secretaria de Governo e composto por mais nove secretarias de Estado: Casa Civil, Segurança Pública, Logística e Transportes, Saúde, Direitos da Pessoa com Deficiência, Educação, Transportes Metropolitanos, Planejamento e Gestão, Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação.

As secretarias são responsáveis por construir um conjunto de políticas públicas para redução de vítimas de acidentes de trânsito no Estado. O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito envolve também a sociedade civil com o apoio de empresas – Abraciclo, Ambev, Arteris, Banco Itaú, CNseg, ProSimulador e Raízen – e do Centro de Liderança Pública (CLP).

Matéria: ASCOM

  

Comentários