Escritora faz pré-lançamento de livro de poesias no Centro Infantil Boldrini

A escritora Margareth Brandini Park fez o pré-lançamento do seu 25º livro de uma maneira muito especial. Ela dividiu na manhã desta quarta-feira, 27, algumas das poesias da obra intitulada

“Florário poético” com pacientes do Centro Infantil Boldrini. Além de apresentar o livro para as crianças, Margareth doou 120 exemplares do lançamento e outros 200 do livro infantil “A viagem, o cachorro, minha avó e sua dentadura”.

Segundo a autora, ela se surpreendeu com a quantidade de crianças e pré-adolescentes que gostaram de ouvir poesia. “A gente espera uma reação mais positiva dos adultos, dos mais velhos. Mas teve até uma criança de oito anos que escolheu ganhar o livro de poesia ao invés do infantil”, contou.

Margareth explica que o novo livro conta com poesias e aforismos (pensamentos curtos) ilustrados por Marília Cotomacci e com a temática da natureza. “Tenho uma verdadeira paixão pela natureza e uma relação antiga com o hospital, gosto de fazer ações literárias com os pacientes. Esse pré-lançamento só foi possível porque eu, a Marília e mais sete amigos nos juntamos para proporcionar a doação do novo livro. Já os exemplares infantis, foram doados pela Editora Adonis”, explica.

Além de ler as poesias e contar a história do seu livro infantil, Margareth ainda visitou e presentou os pacientes que estavam em quimioterapia no hospital. “Os livros que não foram entregues ficarão no hospital para presentear outros pacientes”, conta.

O lançamento oficial do livro “Florário poético” (Editora Evidência.br) será no dia 5 de dezembro na Biblioteca Municipal de Campinas, às 19 horas, com entrada gratuita. Além do lançamento, a noite contará com exposição das ilustrações da obra e uma participação do Monge Satyanatha, que fará uma explanação sobre a natureza como fonte de cura.

 

Sobre o Centro Infantil Boldrini

Centro Infantil Boldrini ? maior hospital especializado na América Latina, localizado em Campinas, que há 41 anos atua no cuidado a crianças e adolescentes com câncer e doenças do sangue.

Atualmente, o Boldrini trata cerca de 10 mil pacientes de diversas cidades brasileiras e alguns de países da América Latina, a maioria (80%) pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Um dos centros mais avançados do país, o Boldrini reúne alta tecnologia em diagnóstico e tratamento clínico especializado, comparáveis ao Primeiro Mundo, disponibilidade de leitos e atendimento humanitário às crianças portadoras dessas doenças. www.boldrini.org.br

  

Comentários