Exército estuda a implantação de ponte móvel na estrada de Martinho Prado

Oficiais do 2º Batalhão de Engenharia do Exército de Pindamonhangaba estarão em Mogi Guaçu na segunda-feira, 30, para avaliar as condições do trecho interditado da Estrada Vicinal Governador Almino Monteiro Álvares Afonso, que liga a cidade ao distrito de Martinho Prado Júnior, para a implantação de uma ponte móvel.

Na manhã desta sexta-feira, 27, o instrutor do Tiro de Guerra de Mogi Guaçu, subtenente Adriano de França Arouca, esteve reunido com o secretário da SOV (Secretaria de Obras e Viação), Salvador Franceli, para alinhar a visita dos oficiais do setor de engenharia do Exército, que irão ao trecho para avaliar se é possível instalar uma ponte móvel.

A montagem dessa passagem móvel necessita de estudos, porque depende das condições encontradas no local, dentre elas, sondagem de solo. A visita técnica deve durar um dia.

A ponte móvel será provisória até que a Prefeitura conclua licitação e construção de uma nova passagem no trecho que caiu com a forte chuva de 27 de fevereiro. Profissionais da área de engenharia já estiveram no local, fizeram um estudo e estão concluindo projeto para elaboração de orçamento.

A Administração realizará a contratação imediatamente. Um desvio próximo ao local tem garantido que veículos possam transitar, principalmente ambulâncias e transporte coletivo. A linha Martinho Prado-Mogi Guaçu voltou a operar por esse desvio, que é uma estrada em terra.

  

Comentários