fbpx

Falta de água ainda preocupara Posse

As chuvas desse último final de semana fizeram com que os níveis de dos Córregos do Barreiro e do Benfica, em Santo Antônio de Posse, se elevassem em 60%, aumentando a captação em 80% e mantendo os reservatórios cheios.

Chuvas fizeram que os níveis de dos Córregos do Barreiro e do Benfica se elevassem em 60%

Chuvas fizeram que os níveis de dos Córregos do Barreiro e do Benfica se elevassem em 60%

Essa marca foi mantida na manhã desta quarta-feira, e o fornecimento foi considerado regular, segundo o monitoramento diário do Serviço Autônomo de Água e Esgoto Possense – SAAEP.

Mas as chuvas não foram tanto quanto necessário, apesar de a cidade estar toda abastecida, a água da captação é suficiente apenas para quatro dias. Se não houver chuva, voltará o racionamento. Ante esse quadro, o SAAEP tem feito apelo à população para que continue fazendo o possível para economizar água, não lavando calçadas, carros e quintais.

O Departamento Jurídico da Prefeitura informou que o gabinete ainda está estudando a possibilidade da decretação de estado de emergência, ou de calamidade pública, caso não chova ou que o abastecimento não volte a se regularizar.

BOMBAS
Também na quarta-feira, os eletricistas iniciaram a instalação das bombas de água para sanar o problema nos bairros Bela Vista e Pedra Branca. As bombas irão pressurizar a rede nos dias de pouca água, garantindo o fornecimento nas ruas mais altas do bairro, justamente os que mais sofreram nesta semana.

Além da estiagem prolongada, o aumento do consumo de água na cidade em razão das altas temperaturas registradas em pleno inverno e a baixa umidade relativa do ar contribuíram para o rebaixamento dos córregos. A situação mais crítica foi registrada no dia 19 de setembro, quando o nível do Córrego Benfica chegou a zero e o Córrego do Barreiro ficou muito baixo.

O município conta hoje com três poços artesianos, um reservatório de 100.000 litros no bairro Bela Vista, um de 700.000 litros no bairro Pedra Branca e outro de 600.000 litros no bairro São Judas Tadeu. A água armazenada é suficiente apenas para o consumo diário, sendo necessária a captação diária.

  

Comentários