fbpx

Fisioterapia Unifeob faz confraternização de carnaval no Lar São Vicente

Mesmo com distanciamento físico e protocolos de segurança, os estudantes trouxeram muita alegria e diversão aos idosos da instituição

O carnaval de 2021 passou batido para quase todo mundo; uma das exceções, porém, foi o Lar São Vicente de Paulo. Na manhã da última sexta-feira (12), 20 residentes receberam mais uma das tradicionais visitas do curso de Fisioterapia Unifeob. O tema desta vez não poderia ser diferente: todos caíram na folia carnavalesca com muita música, diversão e respeito total ao distanciamento físico, uso de máscaras e álcool em gel.

Clique aqui para relembrar a ação de Natal do curso de Fisioterapia no Lar São Vicente de Paulo em 2019 (com direito a passeio de trenzinho)

Participaram da ação seis universitários do último ano supervisionados pelas professoras Dra. Zarif Mendes e Dra. Cecilia Carosa, também preceptora de estágio. “Em datas comemorativas, os estudantes planejam atividades para melhorar e manter a qualidade de vida, o fortalecimento muscular, flexibilidade, mobilidade e capacidade funcional dos idosos institucionalizados”, relata Cecilia. “Mesmo com as limitações impostas pela pandemia, neste ano não foi diferente”.

Mais do que os exercícios físicos, no entanto, o objetivo é proporcionar alegria, principalmente em um momento de tantas restrições impostas pela pandemia. “É uma forma de preservar e manter vivos momentos tão alegres que marcaram a juventude desses tão queridos moradores do Lar São Vicente de Paulo”, diz ela. “Isso também reforça importância da atuação do fisioterapeuta e de uma equipe multiprofissional no cuidado dos idosos institucionalizados. Frequentemente, eles têm dificuldades em lidar com o processo de envelhecimento e ficam mais introspectivos, isolados e, em muitos casos, dependentes”.

Segurança

Devidamente paramentados, os futuros fisioterapeutas promoveram dinâmicas em grupo com os idosos para incentivar o alongamento muscular e o movimento ativo em forma de brincadeiras e danças – tudo ao som de marchinhas de carnaval. A iniciativa teve o incentivo e devidas autorizações de responsáveis e colaboradores do Lar São Vicente, especialmente pela importância de fazer atividades físicas com fomento à interação entre os idosos.

Além das confraternizações, os estudantes do último ano de Fisioterapia têm a oportunidade de realizar estágio supervisionado ao longo dos meses no Lar São Vicente. “Ao chegarem, todos têm suas temperaturas aferidas e calçados higienizados”, relata a professora. Em seguida, os estudantes trocam de roupa e colocam os equipamentos de proteção individual (EPIs)

“Eles receberam orientações prévias e treinamento dos docentes desde a higienização das mãos até a colocação e retirada corretas dos EPIs no início do semestre. Além disso, todos os equipamentos e materiais são higienizados previamente com álcool 70%, um procedimento padrão em todas as práticas do estágio supervisionado”, finaliza a professora.

  

Comentários