GM prende homem que invadiu UBS da Miguel Martini

Por volta das 9h30 da manhã de hoje (1º de fevereiro), comando da GM informou que um suspeito de ter cometido o furto foi detido e encaminhado à delegacia de Polícia.

A Unidade Básica de Saúde (UBS) Luiz Fernando Costódio, na Vila Miguel Martini, teve suas instalações invadidas e vandalizadas na madrugada desta quinta-feira, 1º de fevereiro, além de vários materiais e objetos furtados. Segundo Luciana Burini, coordenadora de Enfermagem e responsável pela chefia da UBS, a porta de vidro da entrada principal foi arrombada.

O crime foi percebido por volta das 6h45 da manhã, quando uma funcionária chegou para trabalhar. Ainda na manhã de hoje (1º de fevereiro), por volta das 9h30, o comando da Guarda Municipal (GM) de Jaguariúna informou ter detido um suspeito de autoria no furto da UBS, que foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil. Na casa dele, conforme o diretor de Segurança do município, Renato de Almeida Chaves Filho, foram encontrados os materiais furtados da unidade de saúde.

Pela manhã, antes mesmo de começar o expediente, o clima era de consternação entre os funcionários da UBS que chegavam para trabalhar, pois encontraram gavetas reviradas, muito material espalhado pelo chão e deram falta de um aparelho de TV de tela plana, que tinha sido instalado no dia anterior (quarta-feira).

Em seguida, um levantamento prévio apontou que também tinham sido furtados tesouras e pinças utilizadas para fazer curativos, uma caixa térmica para acondicionar vacinas, um monitor de computador (da recepção), diversas pilhas, um monitor fetal, aparelhos usados para medir glicemia e pressão arterial, dois ostocópios (para exames de ouvido), os óculos de uma funcionária e vários rolos de esparadrapo.

Usuários afetados

Os ladrões deixaram vestígios no local, onde foram encontradas uma pequena foice caída na entrada da UBS e uma garrafa de cerveja long neck sobre o balcão da recepção. Os prejuízos provocados pelo vandalismo e furto de materiais, conforme a coordenadora da UBS, prejudicaram o atendimento na parte da manhã. Os usuários que aguardavam a abertura da unidade para receber a vacina contra a febre amarela foram orientados a retornar após o almoço.

“Não vamos suspender o atendimento, mas teremos que pedir que voltem na parte da tarde, pois estamos fazendo um levantamento completo do que foi levado para lavrar o Boletim de Ocorrência (BO) na delegacia de Polícia”, disse Luciana Burini. A UBS da Vila Miguel Martini, como a unidade de saúde é mais conhecida, inclui o “Ambulatório Avançado de Feridas”, que é referência no atendimento em Jaguariúna.

De acordo com a técnica de Enfermagem Wilma Ferreira de Melo, responsável pela Sala de Vacinação, que foi a última a sair da unidade após o final do expediente, na quarta-feira, o sistema de alarme tinha sido ligado, como ocorre rotineiramente. Ainda de acordo com os funcionários, a UBS tinha sido invadida e furtada em outubro de 2016.

Matéria: ASCOM

  

Comentários