Holambrenses comentam sobre política e as perspectivas de futuro para o país

Diante do turbulento momento em que o país vem passando nos últimos anos e principalmente nas última semanas, o Jornal de Holambra foi ouvir os holambrenses sobre o segundo turno das eleições que ocorrem neste domingo, dia 28, a política em geral e as perspectivas para o futuro do país.

Renata Cristina Costella 35 anos

Que 2019 seja o início da mudança para um Brasil cada vez melhor. Temos o dever, como cidadãos, de cuidar do nosso país e nos unir para cobrarmos de nossos políticos a melhora que precisamos. Lutemos pelo fim da corrupção, pelo fim de tantos benefícios que políticos possuem e que esses dinheiro seja usado no que realmente importa: na saúde, educação e segurança. Independente de quem vença, que a vitoria seja do povo brasileiro!

 

Deise Righeto, 29 anos

Acredito que o momento do país está bastante caótico e precisando que as pessoas hajam com amor, cautela e muita paciência! Escolher um candidato requer muito conhecimento, requer princípios e muita consciência. Ideal seria parar de nos importar somente com o nosso “mundo” ou nossa viagem pro exterior. Sei que todos querem mudanças, mas partir de princípios e ações duras, exterminadoras excludentes e preconceituosas diante das minorias não é uma questão de mudança e sim de despreparo, desrespeitosa e além de tudo uma atitude egoísta!

 

Mônica Frade de Oliveira, 22 anos

Estamos em um momento muito delicado da história do nosso país, um momento de grande tensão e dificuldade, principalmente devido à crise econômica que nos assombra há anos. Infelizmente não existe um único ser humano capaz de resolver sozinho todos os problemas do Brasil, é um trabalho a ser feito pelos três poderes e também pelo povo. Cabe a nós ler o plano de governo de ambos os candidatos (disponibilizados no site do TSE), para escolher quem melhor nos representa. Portanto ano de 2019 ainda será muito difícil para o país de modo geral, e acreditar que o candidato irá resolver os erros que o próprio partido cometeu, ao longo de 14 anos, é brincar com a própria sorte.

 

Evelyn van der Bruggen, 16 anos

Eu espero que o Brasil a partir de 2019, seja um país com mais respeito ao próximo, menos violência, menos preconceito, melhorias na saúde e equipamentos dos hospitais públicos e também na educação, pois todos os brasileiros merecem ter as mesmas oportunidades no futuro não importa a região em que vive ou sua situação financeira. Desejo um país de todos e igual para todos.

  

Comentários