fbpx

Interatividade marca apresentação do Circuito Cultural Paulista

Ocorrida na noite da última sexta-feira, dia 2 de junho, no auditório da Praça CEU, no Istor Luppi, o espetáculo Aventura Piraçara, da Cia. Paraladosanjos, foi marcada especialmente pela interatividade com o público.

Logo no início da peça, que une interpretação, música e dança, o público presente formado por cerca de 25 pessoas – especialmente crianças e adolescentes – foi surpreendido pela montagem da cena com mesas e cadeiras, formatação típica de uma festa. No local, todos eram recepcionados por uma das atrizes que ofereciam quitutes nada convencionais: cana-de-açúcar e laranja. Para os adultos tinha até a opção de uma cachaça. Ainda antes de o espetáculo começar, as atrizes mostravam fotos e cartões postais de viagens do grupo, até então sem explicar muito o contexto de cada imagem.

O espetáculo tem início com a retratação de várias histórias e causos típicos de cidades do interior e do litoral de São Paulo. Usando de sotaques e gestos típicos de comunidades interioranas, os atores emergem os espectadores em histórias caipiras e caiçara, sem deixar a musicalização e a comédia de lado. Em vários momentos, os espectadores participam da cena, seja com um simples gesto de se virar para o outro lado onde a ação ocorre como a de dançar, bater palmas ou subir em cadeiras.

E assim transcorre toda a apresentação, que teve duração de aproximadamente uma hora. Ao final, os atores revelam que todas as histórias ali contadas são reais e foram coletadas durante as várias viagens do grupo para comunidades caiçaras e caipiras de São Paulo. “Você sabe a diferença entre o caipira e o caiçara? É que o caipira quando cai, pira. E o caiçara quando cai, sara”, resume a personagem Sara.

“Para nós foi importante a vinda dessa peça para a Praça CEU. Queremos continuar com esse projeto que une a descentralização da cultura e, ao mesmo tempo, fortalece aquele espaço. Queremos levar sempre alguma atração para o bairro e esperamos que, com o tempo, ocorra a formação do público fiel”, afirmou o diretor de Cultura, Ricardo Pecego. Em relação às novas atrações do Circuito, o calendário dos próximos meses ainda não foi divulgado pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo.

Matéria: ASCOM

  

Comentários