Jaguariúna supera índice médio da maioria dos municípios paulistas no IDEB

Depois de ter sido apontada como a cidade que tem a melhor educação da Região Metropolitana de Campinas (RMC) pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), no final de agosto, Jaguariúna continua com motivos para comemorar novos bons resultados no desempenho do ensino público municipal.

Conforme o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) do Ministério da Educação, do 6° ao 9° ano (1º segmento) a nota 7,4 obtida por Jaguariúna coloca o município entre os 35 melhores do Estado de São Paulo. Isso porque a cidade faz parte do 6º grupo, onde estão as cidades que obtiveram as maiores médias do IDEB, levando-se em conta os 613 municípios pesquisados.

Já no tocante ao 2º segmento, que abrange o Ensino Fundamental I (do 1° ao 5° ano), de 286 municípios, Jaguariúna está no grupo dos 8 melhores municípios, possuindo o 4º maior IDEB – Nota 6,4 – do Estado de São Paulo. O índice varia de zero a 10, e a partir da nota 6,0 já corresponde a um sistema educacional com qualidade comparável a de países desenvolvidos.

A pontuação e o destaque entre os municípios paulistas, que extrapola bastante a ótima colocação obtida dentre as 20 cidades da RMC, deixou satisfeita a secretária de Educação de Jaguariúna, Cristina Pinto Catão Bonini Hosikawa.

“É motivo para comemoração, sim, sem nenhum exagero, pois sou professora e, junto com minha equipe vivo o dia a dia com as professoras e as equipes pedagógicas. Então, sabemos o valor que esses resultados têm para o nosso trabalho, na vida dos alunos e também o que representa para suas famílias”, pontua a secretária.

IDEB

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica reflete dois conceitos importantes para a qualidade do ensino, abrangendo o fluxo escolar e o desempenho dos alunos. O cálculo é feito a partir de dados sobre aprovação escolar através do Censo Escolar e das médias de desempenho nas avaliações que são aplicadas pelo Inep: o Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB) para as unidades da federação e a Prova Brasil para os municípios. Conforme o Ministério da Educação, a meta a ser alcançada pela educação brasileira até 2022 é a média 6,0.

  

Comentários