Judoca nogueirense é campeão Paulista Aspirante de Judô

Mais uma vez o Ginásio de Esportes Adib Moises Dib, em São Bernardo do Campo, foi sede de um grande evento da Federação Paulista de Judô: a Final do Campeonato Paulista Aspirante. A competição reuniu centenas de judocas de todo o Estado de São Paulo, todos através de classificação obtidas em suas respectivas regiões.

Artur Nogueira se fez presente com 15 judocas do Projeto Judô Esporte Social, realizado pela Prefeitura Municipal. “O Campeonato Paulista Aspirante contempla atletas iniciantes, uma espécie de segunda divisão, que oportuniza a participação de todos os atletas com índice técnico nivelado. Em Artur Nogueira trabalhamos a classe Aspirante como uma forma de “vestibular” preparatório para a inclusão na Divisão Especial”, explica o Professor Rodolpho Lavoura.

O grande destaque nogueirense foi Marcos Magalhães. Disputando na categoria adulta Super Ligeiro, o jovem de 20 anos venceu todas as lutas e ficou com a medalha de ouro. Em 2016 Marcos também subiu ao pódio na final do paulista, mais com a medalha de bronze. “Consegui melhorar meu resultado do ano passado. Fico muito feliz com o título e já ansioso para estrear na Divisão Especial em 2018”, comemora o atleta.

Sabrina Rodrigues (Adulto Pesado) venceu todas as lutas da fase classificatória por Ippon (pontuação máxima) e garantiu a vaga na final. Em luta disputada contra a adversária de Rio Preto, Sabrina estava na frente do placar ate os segundos finais. Com o desgaste físico aparente, Sabrina sofreu uma queda seguida de imobilização que tirou o ouro da nogueirense. “Devido a trabalho e estudos, a atleta mantém seus treinos apenas de final de semana. Muito pouco para uma atleta do porte e capacidades de Sabrina”, conclui o professor.

Acostumados com os ótimos resultados obtidos no Interior paulista, os jovens nogueirenses encontraram grandes dificuldades mediante os atletas da Capital. Judocas sempre presentes em pódios como Gustavo Tristão, Pietro Pauloski, Laura Oliveira e Flaviane Macedo foram eliminados ainda na fase de classificação. “Chegamos ao topo da competição com 15 atletas.

A cada fase o grau de dificuldade aumenta. Os melhores judocas até faixa verde do Estado de São Paulo estão reunidos aqui hoje. A dificuldade encontrada hoje é importante para o amadurecimento e formação continua de nossos guerreiros”, atesta o Secretário de Esportes Alexandre Chichurra.

Os bons resultados começaram com Ana Beatriz, de 13 anos. A jovem venceu a primeira luta e foi derrotada na segunda. Na repescagem venceu mais duas lutas e garantiu a medalha de Bronze. O mesmo aconteceu com Renataly Herefeld. Grande favorita da categoria por ter vencido a Copa São Paulo no mês de março, Renataly encontrou dificuldades em sua terceira luta. Empatou com a judoca de Presidente Venceslau, no desempate a decisão dos árbitros deu vitória para a adversária. Na repescagem venceu todas as lutas e ficou com o Bronze.

 

  

Comentários