Mãe e filho perdem R$ 50 mil após clonagem de cartão

Um advogado, morador do Centro de Artur Nogueira, e a mãe já aposentada, que possuem uma conta bancária conjunta, foram vítimas do golpe de clonagem de cartão. Segundo o Boletim de Ocorrência, registrado nesta segunda-feira (29), o advogado de 32 anos, e a mãe de 58, descobriram o golpe depois que o nome dela foi incluso no SPC e no Serasa. Em declaração, o filho da aposentada informou que o prejuízo chega a aproximadamente R$ 50 mil. Eles ainda não tiveram acesso a planilha do banco que especifica os gastos.

De acordo com o B.O., as vítimas têm uma conta no Banco Itaú Personnalité, em uma agência de Campinas, e foram informadas de que haviam empréstimos, compras e financiamentos efetuados no cartão de crédito em nome deles.

Conforme consta no boletim, por decorrência dos gastos efetuados, o nome da aposentada foi incluso no SPC e Serasa. O advogado, filho da aposentada, é o segundo titular da conta, e ficou sabendo do golpe depois que o gerente de uma agência do Banco Bradesco de Mogi Guaçu, banco que ele também possui uma conta, informou que o limite da conta estava zerado devido ao débito gerado no Banco Itaú.

Ainda conforme o B.O., as vítimas alegam não terem conhecimento dos gastos efetuados no cartão de crédito. Eles registraram a ocorrência na Delegacia de Polícia de Artur Nogueira, e em declaração, o filho da aposentada ainda informou que estudam a possibilidade de moverem uma ação de defesa.

 


Comentários