Mogi Guaçu arrecada R$ 60 milhões em impostos nos 12 meses de 2016

Mogi Guaçu arrecadou R$ 60.525.033,22 milhões em tributos entre 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2016, segundo dados o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A quantia é maior que o total pago pelos moradores da cidade nos doze meses de 2015, quando o montante atingiu R$ 60.265.541,19 milhões, segundo a entidade.

O valor de impostos pagos pelos guaçuanos em 2015 é 0,42% menor do que o valor de 2016. Mogi Guaçu é o segundo município que mais paga impostos na microrregião. Mogi Mirim ficou em 2016 com a primeira posição, pagando em 2016 R$ 78.573.682,68 milhões em impostos. Itapira vem em seguida com R$ 45.037.949,05 milhões. Estiva Gerbi pagou R$ 3.615.776,81.

Nos 20 primeiros dias de 2017, os guaçuanos pagaram R$ 4,3 milhões em impostos, taxas e contribuições. No estado de São Paulo, de 1º a 20 de janeiro deste ano, foram arrecadados R$ 54 bilhões em tributos. A quantia representa 37% do valor arrecado em todo país, no período. No Brasil, o montante atinge R$ 144 bilhões.

Em todo ano de 2016, os brasileiros pagaram mais de R$ 2 trilhões. “Pelo segundo ano consecutivo, o Impostômetro chega nesse valor. Mas, nesses dois anos, o PIB caiu mais de 7% e a atividade econômica se retraiu muito. E mesmo assim chegamos a esse montante, em razão da inflação alta no período”, afirmou Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). “Com preços mais altos, os valores arrecadados em tributos também crescem, uma vez que incidem sobre os preços finais”, completou.

Brasil
Em 2016 os tributos pagos pelos brasileiros e residentes no país ultrapassou a marca dos R$ 2 trilhões. É o segundo ano consecutivo que a arrecadação de impostos chega nesse montante.

Orçamento 2017
O orçamento da Prefeitura de Mogi Guaçu para este ano é de R$ 471 milhões, de acordo com a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2017, aprovada pela Câmara Municipal ano passado.

A quantia paga pelos guaçuanos é 0,42% maior do que no ano de 2015

A quantia paga pelos guaçuanos é 0,42% maior do que no ano de 2015

  

Comentários