Mogi Guaçu reduz número de acidentes fatais pela metade em 10 meses

O número de acidentes de trânsito fatais no Município de Mogi Guaçu, ocorridos entre janeiro e outubro deste ano, caiu quase 50% em relação ao registrado no mesmo período de 2016.

Os dados constam do sistema Infosiga SP e foram divulgados esta semana pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito através da Secretaria de Governo do Estado de São Paulo.

De janeiro a outubro do ano passado, foram registrados 34 acidentes com morte, ante 19 ocorrências entre janeiro e outubro de 2017. Os dados apontam dois acidentes em outubro de 2016 e um em outubro de 2017.

Por esse resultado, a Secretaria de Obras e Viação foi parabenizada pelo Governo Estadual em mensagem endereçada ao secretário Salvador Franceli Neto, que também é presidente do Comutran (Conselho Municipal de Trânsito).

As 19 ocorrências incluem acidentes ocorridos nas rodovias SP 340 e SP 342, que estão fora da circunscrição da Prefeitura. Levando isso em conta, segundo Salvador, o número de acidentes fatais na malha urbana cai ainda mais, de 15% a 20%.

Salvador Franceli avalia que a redução de acidentes nas vias urbanas resulta de uma série de medidas colocadas em prática a partir de 2013, como sinalização, instalação de mais semáforos, radares e eliminação de pontos de conflito.

Nos últimos cinco anos, a Secretaria de Obras e Viação tem providenciado sinalização horizontal e vertical de trânsito em diversos bairros onde não havia nenhuma e reforçado a existente, tanto na região central como, principalmente, na periferia.

Foram eliminados pontos de conflito, como, por exemplo, os cruzamentos de ruas com a Avenida Bandeirantes, entre o Jardim Ypê I e Ypê II, e da Avenida Emília Marchi Martini com a Avenida dos Trabalhadores.

Uma inovação importante realizada pela SOV são as faixas de pedestre sobre fundo vermelho, que oferecem mais visibilidade aos condutores e segurança aos pedestres de um modo geral.

Em sua avaliação, Salvador acrescenta que a conscientização de pedestres e condutores, assim como a imposição de multas para coibir abusos, são outros fatores que também contribuem para a redução do número de acidentes.

Fonte: ASCOM

  

Comentários