Mudanças implantadas pela Prefeitura reduzem a evasão de alunos no CEJA

O CEJA (Centro de Educação de Jovens e Adultos) da Secretaria de Educação de Jaguariúna encerrou o ano letivo de 2017 comemorando várias conquistas. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, os investimentos feitos este ano incluem simulados integrados que preparam os alunos para o ambiente de concurso com mudança de salas e gabaritos, além de avaliações periódicas e diversos projetos.

Juntamente com outras medidas adotadas e projetos implantados, a pedagogia aplicada animou os alunos. O “Projeto Vida”, por exemplo, realizado no dia 29 de novembro, contou com palestras sobre saúde, drogas lícitas e ilícitas, família, auto estima e mercado de trabalho. Os palestrantes foram profissionais das secretarias municipais da Saúde, Segurança Pública e do Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), além de advogado e psicólogos.

Todos ministraram excelentes palestras aos jovens e adultos que frequentam as aulas do CEJA, numa integração muito positiva entre as secretarias da Prefeitura de Jaguariúna. “Além disso, houve um acompanhamento constante quanto à frequência dos alunos, com telefonemas e visitas domiciliares aos estudantes, incentivando-os a não desistirem”, explica a secretária de Educação Cristina Pinto Catão Bonini Hosikawa.

Outro detalhe importante, e que ajudou bastante na frequência dos alunos, foi a mudança do antigo lanche para um jantar com cardápio preparado por uma nutricionista da Prefeitura. “Esse foi um ponto fundamental no combate à evasão, visto que muitos alunos chegavam cansados, pois a maioria vinha direto do trabalho e com fome, precisavam aguardar até o intervalo para comer um lanche”, revela a secretária de Educação.

Hoje, segundo ele, a situação é completamente diferente: os alunos jantam assim que chegam na escola e têm como se dedicar mais ao aprendizado, pois fica muito difícil prestar atenção e aprender quando não se está devidamente alimentado. Além desse benefício direto, os alunos contam ainda com o apoio das rondas feitas pela Guarda Municipal (GM) e a Polícia Militar durante o período de aula. Esse apoio inibe o uso de drogas nas redondezas, que antes era frequente, e dá mais segurança aos alunos que estudam no período noturno.

Matéria: ASCOM/Fotos: Divulgação/CEJA Jaguariúna

  

Comentários