No mês dedicado à amamentação, Banco de Leite Humano reforça atuação junto às parturientes

Teve início no último sábado, 1º de agosto, a Semana Mundial do Aleitamento Materno. Estabelecida pela Organização Mundial da Saúde e pela Unicef em 1992, a semana tem como principal objetivo a promoção do aleitamento materno. Todo o mês de agosto, o Agosto Dourado, também é dedicado à causa.

Mesmo na pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Banco de Leite Humano de Itapira aderiu à campanha. Apesar de impossibilitada de realizar palestras e atividades presenciais, a equipe do setor reforça o atendimento individual às puérperas com dificuldades para amamentar e também atua na coleta de doação de leite materno que atende não apenas o município, mas também as outras três cidades da Baixa Mogiana: Mogi Mirim, Mogi Guaçu e Estiva Gerbi. Nos sete primeiros meses desse ano foram 94,9 litros de leite materno encaminhado às UTI’s Neonatais. Em 2019, o volume doado ao longo de todo ano foi de 125,7 litros.

Inaugurado em 9 de março de 2001, o Banco de Leite Humano é referência na região e sua atuação fortalece o título de Hospital Amigo da Criança, conquistado pelo Hospital Municipal em 1999. Ao longo desses quase 20 anos de atividade, o Banco de Leite já atendeu milhares de puérperas para orientar e auxiliar com as dificuldades de amamentação e também às doadoras. Com todos os cuidados necessários, esse serviço não parou durante a pandemia e de janeiro a julho desse ano foram contabilizados 1.285 atendimentos.

Por se tratar de um serviço do Sistema Único de Saúde (SUS), o Banco de Leite atende parturientes da rede pública e privada mediante atendimento agendado de segunda a sexta-feira das 7h00 as 18h00 pelo telefone 3913.9393. As mães que desejam se tornar doadoras também podem entrar em contato para as orientações necessárias.

  

Comentários