Organizada pela Prefeitura, 1ª Virada Inclusiva de Jaguariúna leva o debate à Praça Umbelina Bueno

A 1ª Virada Inclusiva de Jaguariúna, organizada pela Prefeitura por meio da Secretaria de Assistência Social em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COMPED), comemorou o “Dia Internacional das Pessoas com Deficiência”, cuja data oficial é 3 de dezembro.

Na rede municipal de saúde, os eventos programados aconteceram no período de 27 a 30 de novembro, quando todas as UBS’s (Unidades Básicas de Saúde), na parte da manhã, trabalharam o tema inclusão social com as equipes abordando a vivência sobre deficiência física.

Conforme a secretária de Saúde, Maria do Carmo de Oliveira Pelisão, sua pasta colaborou com a 1ª Virada Inclusiva de Jaguariúna levando informação e conscientizando os usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) sobre as barreiras a serem superadas para a inclusão das pessoas com deficiência física.

O ponto alto da “Virada Inclusiva” foi na manhã do dia 2 de dezembro (sábado), na Praça Umbelina Bueno, no centro da cidade, que contou com a presença da vice-prefeita e assistente social Rita Bergamasco, que usou a palavra juntamente com representantes das entidades participantes.

Na praça, monitores da Secretaria de Juventude, Esportes e Lazer (SeJEL) fizeram atividades esportivas adaptadas com cadeirantes e houve uma apresentação do Coral de Libras (Linguagem Brasileira de Sinais) pelos alunos da Escola Municipal Coronel Amâncio Bueno.

As outras atrações foram a apresentação da Fanfarra dos Alunos da Apae (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais), do D.J. Leo, que é deficiente visual e utilizou um equipamento adaptado, demonstração de equoterapia (terapia com cavalos) pelo Centro de Equoterapia de Jaguariúna.  

O Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, também conhecido como “Dia Mundial das Pessoas com Deficiência”, é comemorado anualmente em 3 de dezembro. De acordo com a secretária de Assistência Social, Andréa Dias Lizun, o objetivo das atividades é conscientizar a sociedade sobre a importância de inserir as pessoas com deficiência em diferentes aspectos da vida social, como a política, a econômica e a cultural.

Dados da Organização das Nações Unidas (ONU) mostram que cerca de 10% da população mundial tem alguma deficiência. No Brasil, o Decreto Lei 3.298, de 20 de dezembro de 1999, define a deficiência humana como “toda perda ou anormalidade de uma estrutura ou função psicológica, fisiológica ou anatômica que gere incapacidade para o desempenho de atividade, dentro do padrão considerado normal para o ser humano”.

Reportagem: Aluízio Santana                 Fotos: Ivair Oliveira

  

Comentários