Organizadores apresentam projeto e iniciam captação de recursos para o Mandi Festival de Música Livre

A cidade de Mogi Guaçu se prepara para entrar para o mapa artístico-cultural brasileiro com a primeira edição do Mandi Festival de Música Livre, prevista para acontecer no período de 6 a 12 de janeiro de 2018. A proposta foi apresentada a empresários e à imprensa pelo prefeito Walter Caveanha e o produtor e consultor artístico Fred Rossi na ACIMG (Associação Comercial e Industrial de Mogi Guaçu), quinta-feira, dia 11 de maio.

“O projeto do festival é a ‘cereja do bolo’ de um trabalho que começamos há 40 anos e tem o alcance e o poder de firmar Mogi Guaçu como polo turístico. Faltava um expertise e ele é o Fred Rossi”, disse Caveanha. O trabalho a que o prefeito se referiu começou com a Corporação Musical Marcos Vedovello, depois as bandas marciais e o Projeto Sementeira, que, atualmente, leva o ensino da música a quase 5.000 alunos das escolas municipais.

Entusiasmado com a parceria, o maestro Benedito de Carvalho destacou que a primeira edição do festival representa a contagem regressiva das comemorações do centenário da Corporação, que foi fundada em 1920 pelo italiano Marcos Vedovello e o padre Jaime Nogueira. O festival é uma parceria da ACIMG com a Corporação e tem apoio da Prefeitura. Rossi é o idealizador, diretor e curador. A apresentação teve o objetivo de divulgar o festival a potenciais patrocinadores.

Vários artistas de renome já foram contatados, mas a definição da grade artística depende do volume de recursos que for captado. A proposta contempla cotas de patrocínio que variam de R$ 500,00 a R$ 280 mil. As cotas podem ser adquiridas tanto por empresas como por pessoas físicas através de leis de incentivo à cultura. O projeto já está habilitado para captar recursos financeiros por meio da Lei Rouanet e do ProAC.

Com bom trânsito nos meios artísticos e musicais em âmbito nacional, Fred Rossi anunciou que o festival já conta com a adesão de Rolando Boldrin, Elba Ramalho, João Bosco, Kleiton e Kledir e Toquinho – de quem já foi empresário desde os tempos de Vinicius de Moraes.

Rossi tem mais de 40 anos de carreira e já produziu o Festival Internacional da Música de São Luís, capital do Maranhão, com a participação de 86 artistas. Trabalhou com o maestro João Carlos Martins e, antes de Toquinho, com Paulinho Nogueira. “É essa qualidade que eu quero trazer a Mogi Guaçu”, diz, acrescentando que o Mandi Festival de Música Livre será aberto “a todos os gêneros, desde que seja de qualidade”. A programação pré-definida contempla vários blocos de atividades na primeira edição.

Os blocos consistem de oficinas de música com Kleiton e Kledir, o multi-instrumentista, de renome internacional, Arismar do Espírito Santo e Rolando Boldrin, cantor, compositor, ator e apresentador. As atividades do festival serão realizadas no Centro Cultural, no Parque dos Ingás, no Centro de Convergência Cultural, que funciona na antiga estação de trem, e, provavelmente, na futura Faculdade de Música da Faculdade Municipal “Professor Franco Montoro”.

Objetivos

O Mandi Festival de Música Livre trará em sua primeira edição um pequeno mapa da música brasileira para diferentes públicos nos sete dias de apresentações. Os organizadores pretendem que o evento seja inserido no calendário oficial do Município e na programação dos grandes festivais nacionais.

Segundo destacado na apresentação do projeto, o objetivo é promover ampla participação popular, contribuindo efetivamente para a democratização cultural e o desenvolvimento regional, oferecer atividades de educação musical e a oportunidade de intercâmbio cultural e apreciação artística.

Fred Rossi antecipa que já manteve entendimentos com os primeiros meios de comunicação de amplo alcance para assegurar máxima divulgação do festival e retorno para os patrocinadores, mas especificamente com o jornal Folha de S. Paulo e a EPTV Campinas.

Informações sobre participação e aquisição de cotas de patrocínio podem ser obtidas junto à Corporação Musical “Marcos Vedovello” através do telefone (19) 3841-4909 ou pelo e-mail contato@corporacaomarcosvedovello.com.br.

Matéria: ASCOM

  

Comentários