fbpx

Paciente de Mogi Mirim é terceiro caso confirmado de H1N1

A Vigilância Epidemiológica obteve a confirmação do terceiro caso de gripe A H1N1 notificado em Mogi Guaçu este ano. Todos os três receberam atendimento na Santa Casa. O paciente é um homem de 59 anos, morador de Mogi Mirim, que já recebeu alta. O primeiro paciente soropositivo também já deixou o hospital. É um adolescente que mora em Estiva Gerbi. A paciente de 49 anos, segundo caso positivo, é de Mogi Guaçu e continua internada na UTI.

O número de notificações de casos suspeitos a partir de 1º de janeiro chegou a 32 esta semana. Excluindo os já confirmados e outros três negativos, 26 ainda aguardam o resultado dos exames. Entre eles consta um paciente de 61 anos, de Tambaú, que morreu na UTI da Santa Casa. Como ainda não há comprovação de que ele tenha contraído a gripe A H1N1, não se pode associar a doença ao quadro clínico do paciente.

O mesmo vale para os demais pacientes, sobretudo porque muitos apresentam comorbidade – duas ou mais doenças relacionadas – , como é o caso da paciente soropositivo internada na UTI da Santa Casa. Dos 26 pacientes que ainda aguardam o resultado dos exames, nove já receberam alta médica, incluindo quatro gestantes e três bebês de 1 ano de idade, do sexo feminino, que estão entre os grupos de risco.

O relatório atualizado pela Vigilância Epidemiológica nesta sexta-feira, dia 8, incluiu, entre os casos suspeitos, mais dois bebês de 6 e 8 meses e duas crianças de 1 ano e 7 meses e de 2 anos. São pacientes do sexo feminino e estão sendo atendidas na Santa Casa. Do grupo de risco dos idosos, todos homens, que incluía o morador de Tambaú, o paciente mais velho tem 85 anos.

Ele é o primeiro paciente do Hospital Municipal “Tabajara Ramos” entre as notificações de casos suspeitos e está internado na UTI. O outro paciente, de 64 anos, está internado no Hospital São Francisco. Em resumo, das 32 notificações, oito são pacientes masculinos e 24 femininos, sendo 15 atendidos na Santa Casa, 16 no São Francisco e um no Hospital Municipal. Seis são de Mogi Mirim, um de Estiva Gerbi, um de Tambaú e os demais, de Mogi Guaçu.

A Secretaria Municipal de Saúde promoverá campanha de vacinação contra a gripe causada pelo vírus Influenza e seus subtipos, como o H1N1, a partir do dia 30 deste mês, com prioridade para os grupos de risco, conforme calendário do Ministério da Saúde. A Vigilância Epidemiológica monitora todos os casos notificados. As recomendações de prevenção são a manutenção da higiene pessoal, o uso de lenço descartável, evitar contatos físicos, aglomerações e ambientes fechados, entre outros cuidados.

H1N1

  

Comentários