Pedreira registra 30 casos de Dengue confirmados em 2020

A Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Pedreira e o Departamento de Vigilância Epidemiológica estão convocando a população a continuar, de forma permanente, principalmente neste período em que o Coronavíurus está em evidência e muitos encontram-se em casa, a combater o Mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya, doenças que podem gerar outras enfermidades, como a Microcefalia.

O período ainda é propício à proliferação do mosquito Aedes Aegypti, e o risco de infecção não para. No entanto, a recomendação é não descuidar nenhum dia do ano e manter todas as posturas possíveis em ação para prevenir focos. “Por isso, a população deve ficar atenta e redobrar os cuidados para eliminar possíveis criadouros do Mosquito.  Só assim vamos evitar que a doença se propague”, destaca a secretária de Saúde Ana Lúcia Nieri Goulart.

Os principais sintomas da Dengue são febre alta, com início súbito, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dor muscular e nas articulações, perda de paladar e de apetite, náuseas e vômitos, cansaço, erupções e manchas avermelhadas pelo corpo. Caso o munícipe tenha esses sintomas deve procurar o Posto de Saúde mais próximo a sua residência, evitar tomar remédios por conta própria e, se fizer exames particulares, deve notificar a doença para que a Prefeitura Municipal possa agir no controle e combate ao mosquito.

Para o prefeito Hamilton Bernardes Junior é essencial fazer do combate ao mosquito uma rotina de toda a cidade em qualquer época do ano, é uma luta diária e muito grande. “A população, ao lado de políticas públicas, também é responsável pelas ações de combate ao mosquito. São medidas simples a serem adotadas para evitar a doença”, ressalta Bernardes.

O Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde divulgou relatório com os seguintes números da Dengue em Pedreira: Notificados – 130 casos; Positivos – 30; Negativos – 20. Todos os casos de Dengue Tipo 2.

  

Comentários