Prefeito explica motivos de exoneração de cargos

O prefeito de Engenheiro Coelho Zeedivaldo Miranda (PSB) emitiu uma nota oficial se manifestando sobre as medidas político-administrativas onde exonerou todos os cargos em comissão de seu governo desde o dia 13 de setembro deste ano.

A nota, foi  enviada por meio de sua assessoria de comunicação, é uma carta assinada pelo Chefe do Executivo Municipal, ao Portal O Regional.

De acordo com a nota o prefeito coelhense diz que o início de mandato foi ‘conturbado’ não tendo tempo de fazer um processo de transição de governo pouco antes de assumir a Prefeitura das mãos de Pedro Franco (MDB).

Ainda segundo a nota, o prefeito diz que, após a exoneração dos cargos, todos foram submetidos à avaliação. Alguns dos ex-servidores foram realocados em outras funções, outros foram demitidos.

Leia a nota na íntegra:

“A administração do município de Engenheiro Coelho/SP, através de seu prefeito, Zeedivaldo Alves de Miranda, vem através desta manifestar-se à cerca das medidas político-administrativas tomadas nas últimas semanas.

Cumpre esclarecer que, a atual administração possui compromissos com o povo coelhense e para o povo de Engenheiro Coelho. No Início deste mandato, a administração convidou diversos profissionais para integrarem seus cargos comissionados e para desempenharem funções na administração municipal de acordo com critérios técnicos, de acolhimento, convivência mútua, gerenciamento, gestão, entre outros pilares que alicerçam a filosofia de trabalho desta administração.

Após início conturbado, diante do fato de ter sido negado a realização do processo de transição de governo, esta administração iniciou seus trabalhos do marco zero, o que retardou o desenvolvimento imediato do plano de governo.

Contudo, superamos tais dificuldades. Em um ato de confiança, todos os funcionários comissionados, desde secretários, diretores, coordenadores, entre outros, colocaram seus cargos à disposição da administração para terem avaliados o seu desempenho e cumprimento das metas estipuladas.

Desta forma, cerca de 90 dias antes da decisão tomada no dia 12 de setembro, todos os cargos em comissão já haviam colocado, espontaneamente, seus cargos à disposição da administração.

Assim, após análise de diversos critérios, dentre eles técnicos, administrativos e políticos, a administração tomou a decisão de exonerar todos os funcionários comissionados, sendo cada um avaliado nos dias seguintes.

Após o processo de avaliação, os que corresponderam com as expectativas do Executivo foram mantidos em seus cargos, alguns, porém, foram remanejados para outros cargos e funções, e outros, efetivamente, exonerados, uma vez já terem sido solicitados por eles mesmos.

Como resultado, o processo de reestruturação político-administrativa, teve a convocação de 2 funcionários de carreira que se encontravam em licença sem remuneração, 11 funcionários remanejados de cargos comissionados, e 14 cargos comissionados exonerados que estão com as vagas sendo preenchidas gradativamente.

Frisa-se que a atual administração confia plenamente em seus comissionados, bem como possui autonomia plena de sua gerência, que sempre serão tratados levando em conta os critérios acima mencionados de capacidade técnica, acolhimento, convivência mútua, gerenciamento, gestão, entre outros.

E, sempre que se fizer necessário, a administração irá tomar as providencias que achar pertinentes. A reestruturação político-administrativa foi realizada com o intuito de melhorar, ainda mais, o atendimento ao público e o desempenho das metas administrativas firmadas com povo coelhense no Plano de Governo, pois, estamos Preparando um Novo Futuro”.

Engenheiro Coelho, 24 de setembro de 2021

ZEEDIVALDO ALVES DE MIRANDA
PREFEITO MUNICIPAL DE ENGENHEIRO COELHO-SP

 

  

Comentários