Prefeitura divulga balanço da Operação Randandan em Artur Nogueira

Segundo Secretaria de Segurança, objetivo era evitar ações de desordem no município 

A Prefeitura divulgou o balanço da “Operação Randandan” referente às autuações realizadas pela Guarda Civil Municipal (GCM) de Artur Nogueira. Os números apontam para a efetividade do objetivo da ação policial, evitando desordem, direção perigosa e perturbação pública em festividades na véspera do Ano Novo.

A ação foi ao encontro do anseio popular e contou com a participação da GM de Engenheiro Coelho e Cosmópolis. Segundo Secretaria de Segurança, os agentes realizaram abordagens em diversos estabelecimentos comerciais e em locais com alta concentração de pessoas.

Ao todo, foram 55 veículos fiscalizados, 32 autuações em motocicleta, 1 motocicletas apreendida, 15 autuações em automóvel, 39 porções de maconha apreendidas, um adolescente apreendido e 1 veículo recuperado.

O comandante da GCM, Marcelo Fantini, afirma que um dos pontos de maior concentração foi na Lagoa dos Pássaros. “Diversas pessoas foram abordadas. Entre elas, podemos destacar um adolescente com porte de drogas que foi encaminhado à delegacia e um motociclista que estaria praticando manobras perigosas e acabou tendo a moto apreendida por se tratar de produto de furto”, exemplificou o comandante.

Roberto Daher, secretário de Segurança, Trânsito e Defesa Civil, pontua que o reforço no policiamento coibiu possíveis ações de desordem. “A Operação foi positiva e será repetida quando houver necessidade. Nosso efetivo continuará trabalhando para garantir a segurança e a ordem do município. Parabenizo a equipe e destaco o apoio da GM coelhense e cosmopolense”, disse o responsável pela pasta.

Operação Randandan

O nome da Operação faz alusão ao Randandan, manobras perigosas de motocicletas e ruídos produzidos pelas mesmas, os quais são gerados quando há a retirada do filtro do escapamento das motos para “tirar ou cortar de giro” como é dito popularmente.

  

Comentários