Professor da UniFAJ recebe Prêmio Educador Nota 10

O professor do curso de educação física da Centro Universitário de Jaguariúna (UniFAJ) Luiz Gustavo Bonatto Rufino é um dos ganhadores do Prêmio Educador Nota 10, promovido pela Fundação Victor Civita em parceria com a Editora Abril e Rede Globo, o maior e mais importante prêmio de reconhecimento do trabalho de professores da educação básica no Brasil. A cerimônia de premiação foi dia 30 de setembro e contou com diversas personalidades, artistas, políticos, autoridades, entre outros. Além disso, foi escolhido um professor entre os 10 vencedores para ser o Educador do Ano (eleita a professora Joice, do Rio Grande do Sul).

“Todos os anos são reconhecidos trabalhos que possam apresentar boas práticas e inspirar outros docentes. Neste ano foram quase 5 mil inscritos para 10 premiados. Eu fui o vencedor e represento a educação física, minha área de atuação”, comemora o docente da UniFAJ.

O prêmio é um reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo docente da UniFAJ na cidade em Paulínia. “Fiquei muito feliz e honrado com tamanha representatividade. Foi uma forma de levar o nome da UniFAJ para outros locais do Brasil. Tenho muito orgulho em ser UniFAJ e poder fazer essa articulação entre a prática profissional e a formação de novos profissionais”, declara Luiz Gustavo, que na cerimônia de premiação foi acompanhado por dois professores da UniFAJ, o coordenador do curso de educação física Taiguara Bertelli e a gestora de Programas Acadêmicos Beatriz Passos. O evento ainda teve a presença de Rossieli Soares, ex-ministro da Educação e atualmente secretário da Educação de São Paulo. “Para nós da UniFAj é extremamente importante termos docentes que não só atuam no mercado de trabalho, mas que fazem um trabalho de excelência em suas profissões”, comenta Beatriz.

O trabalho desenvolvido que garantiu o prêmio ao professor Luiz Gustavo foi um projeto denominado “Ressignificando as Visões Sobre o Corpo”, no qual são problematizadas as visões de corpo, os preconceitos e os estereótipos dos alunos dos terceiros anos do ensino fundamental de uma escola pública municipal de Paulínia (SP). “O projeto apresentou resultados muito positivos não apenas na aprendizagem dos alunos, mas no desenvolvimento das competências socioemocionais como respeito mútuo, diálogo, justiça e solidariedade. Engajamos os alunos e isso gerou uma experiência positiva para além das aulas de educação física”, relata.

O Prêmio Educador Nota 10 foi criado em 1998 pela Fundação Victor Civita que, desde 2014, realiza a premiação em parceria com Abril, Globo e Fundação Roberto Marinho. Reconhece e valoriza professores da Educação Infantil ao Ensino Médio e também coordenadores pedagógicos e gestores escolares de escolas públicas e privadas de todo o país. Este ano foram 4876 inscritos para concorrerem ao prêmio.

 


Comentários