Radares da Av. Brasil e Suécia devem operar no prazo de 30 dias

A SOV (Secretaria de Obras e Viação) está instalando dois novos radares para coibir o excesso de velocidade nas avenidas Brasil, região central, e Suécia, na zona Norte. O serviço é executado pela Serget, empresa contratada para realizar o monitoramento do trânsito em Mogi Guaçu.

Segundo o secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli Neto, os novos dispositivos devem entrar em operação dentro de 15 a 30 dias. Antes, é necessário que sejam aferidos e aprovados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

Nas duas avenidas, a velocidade máxima permitida é de 50 km/hora, mesmo limite da Avenida 9 de Abril e da Rua Jhon Kennedy, que também é controlado por radares. Com os novos dispositivos, a cidade passará a ter 8 radares nos pontos mais críticos, além do radar de restrição veicular junto à ponte de ferro, na Avenida dos Trabalhadores.

O radar da Rua 15 de Novembro, onde o limite é de 40 km/h, difere dos demais por operar três funções e por isso é um equipamento híbrido. Ele detecta excesso de velocidade, avanço de sinal e parada sobre faixa de pedestre e registra as infrações através de câmera fotográfica, além dos sensores de solo.

Salvador Franceli, que também é presidente do Comutran (Conselho Municipal de Trânsito), ressalta que a finalidade dos radares é preservar vidas ao coibir abusos. “A penalidade só se aplica a quem burla as normas de trânsito e jamais a quem respeita as regras vigentes, que existem justamente para evitar acidentes”, enfatiza.

Matéria: Imprensa Mogi Guaçu

Foto ilustrativa

Foto ilustrativa

  

Comentários