Ranking de “eficiência” das cidades é divulgado

RankingEm tempo de campanha eleitoral, o jornal Folha de São Paulo divulgou em sua plataforma online uma ferramenta que permite aos cidadãos saber como as administrações de sua cidade estão gastando a receita disponível em áreas como educação, saúde e saneamento.

Chamado “Ranking de Eficiência dos Municípios”, o dispositivo apresenta dados de 5.281 municípios, ou seja, 95% do total de 5.569. Através dele podemos notar também alguns números em âmbito nacional, como o fato de que numa escala de 0 a 1, só 24% das cidades ultrapassam 0,50 e, por isso, podem ser consideradas eficientes. A pesquisa nacional do Datafolha mostra que só 26% dos brasileiros aprovam a gestão de suas prefeituras.

Após os dados coletados, a ferramenta divide as cidades entre eficiente, alguma eficiência, pouca eficiência e ineficiente. O Regional fez o levantamento das 15 cidades que fazem parte da sua área de circulação e como resultado temos 10 municípios enquadrados como eficientes, são eles: Amparo, Artur Nogueira, Conchal, Cosmópolis, Espírito Santo do Pinhal, Estiva Gerbi, Itapira, Pedreira e Santo Antônio de Posse.

Já Engenheiro Coelho, Mogi Guaçu e Mogi Mirim foram classificados com índice de alguma eficiência e Jaguariúna e Paulínia com pouco eficiência. Nenhuma cidade da cobertura do jornal O Regional foi classificada como ineficiente.

Abaixo, estão dispostas em ordem crescente e de escala nacional, quais prefeituras entregam mais serviços básicos à população usando menor volume de recursos financeiros.

CIDADE POSIÇÃO GERAL
Pedreira 234º
Amparo 268º
Estiva Gerbi 412º
Itapira 471º
Espírito Santo do Pinhal 518º
Holambra 561º
Santo Antônio de Posse 891º
Cosmópolis 935º
Conchal 1063º
Artur Nogueira 1075º
Mogi Guaçu 1554º
Engenheiro Coelho 2275º
Mogi Mirim 2336º
Jaguariúna 2967º
Paulínia 3550º

*a posição é referente aos 5.281 munícipios que constam na pesquisa

 

 

  

Comentários