fbpx

Revolução Constitucionalista é tema de exposição

A partir de sábado (20/6), a Exposição em Comemoração aos 83 Anos da Revolução Constitucionalista de 1932 poderá ser conferida no Espaço Mogiana, da praça Pádua Salles, em Amparo.

A exposição de objetos relacionados à Revolução Constitucionalista de 1932 ficará aberta ao público até o dia 05 de julho e poderá ser conferida de segunda a sexta-feira, das 9 às 11h30 e das 13 às 17h30.

Aos sábados e domingos, a exposição fica aberta das 10 às 11h30 e das 13 às 17h30. Neste sábado, a abertura acontece às 10 horas, com a presença de autoridades e dos curadores Claudio Senise e Rodrigo Telles.

A Revolução Constitucionalista de 1932, Revolução de 1932 ou Guerra Paulista, foi o movimento armado ocorrido no Estado de São Paulo, Brasil, entre os meses de julho e outubro de 1932, que tinha por objetivo a derrubada do governo provisório de Getúlio Vargas e a promulgação de uma nova constituição para o Brasil.

Atualmente, o dia 9 de julho, que marca o início da Revolução de 1932, é a data cívica mais importante do estado de São Paulo e feriado estadual. Os paulistas consideram a Revolução de 1932 como sendo o maior movimento cívico de sua história.

A lei 2.430, de 20 de junho de 2011, inscreveu os nomes de Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo, o MMDC, heróis paulistas da Revolução Constitucionalista de 1932, no Livro dos Heróis da Pátria.

  

Comentários