SAMAE investe mais de R$ 14 milhões para aumentar tratamento de água

O SAMAE (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) está investindo mais de R$ 14 milhões em três obras para aumentar a capacidade do sistema de tratamento de água de Mogi Guaçu e garantir o abastecimento pelos próximos 20 anos.

Cerca de R$ 6,6 milhões estão custeando a reforma e ampliação das Estações de Tratamento de Água (ETA) I e II do Jardim Bela Vista. Outros R$ 5,1 milhões destinam-se à construção da ETA III, no mesmo complexo.

As obras já estão sendo executadas. A reforma e ampliação das ETA I e II, autorizadas no final de maio, têm prazo de um ano para conclusão. O início da construção da ETA III foi autorizado no dia 10 do mesmo mês, com prazo de 18 meses para terminar.

Os R$ 6,6 milhões para as ETA I e II são provenientes do Governo Federal, através do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), a fundo perdido, e contrapartida de 47,3% da autarquia. O investimento da ETA III é em recursos próprios do SAMAE.

O sistema ETA I e II trata e fornece atualmente 700 litros por segundo para abastecer os 29 reservatórios do SAMAE – que, em plena capacidade, armazenam 18.750 metros cúbicos. Com a ETA III, a capacidade de produção aumentará em 200 litros/segundo.

Completam os mais de R$ 14 milhões de investimento na ampliação da capacidade de produção de água potável pelo SAMAE os R$ 3.336.612,36, em recursos próprios, para a construção, em sete meses, da nova ETA do Distrito de Martinho Prado Júnior.

O sistema está sendo construído na Rua Zulmira de Freitas Costa, junto ao reservatório de 200 mil litros, e terá capacidade de tratar 25 litros de água por segundo, mais que o dobro da ETA antiga, que tem mais de 40 anos e processa 12 litros por segundo.

Além da ETA, o projeto prevê a construção de tanque de contato com capacidade de 50 metros cúbicos, estação elevatória de água tratada, sistema de bombeamento com capacidade de 25 litros por segundo e reservatório para 1,2 milhão de litros.R

 


Comentários