Silvinho Conservani apresenta moção de apelo à Secretaria de Segurança Pública

O vereador Silvinho Consevani apresentou uma moção de apelo à Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Aprovada por unanimidade, o documento pede que o Governo do Estado dê uma estrutura mínima à Polícia Civil da cidade.

O parlamentar resolveu apresentar a moção, depois de conversar com o ex-delegado de Artur Nogueira Marcos Pozeti, que deixou a delegacia recentemente. O vereador afirma que falta condições mínimas para que os profissionais desenvolvam seu trabalho dignamente.

“Artur Nogueira vem sofrendo há anos com precariedade da estrutura da Polícia Civil, não por culpa do delegado local ou dos funcionários, mas pelo abandono dos governos do PSDB com a Polícia Civil”, afirma o vereador.

Ainda segundo Silvinho. “Hoje a realidade é vergonhosa, faltam investigadores, escrivães, atendentes administrativos, auxiliar de limpeza, viaturas e que as que existem, estão precárias, além de materiais básicos como papel, cartucho, entre outros”, enumera.

Silvinho ainda comentou que faltam funcionários na Delegacia e que a maioria dos servidores do prédio, são funcionários públicos cedidos pela Prefeitura. “A Polícia Civil de Artur Nogueira possui apenas dois investigadores, quando o ideal mínimo seria cinco. A Prefeitura cede 15 funcionários para que a Delegacia possa manter as portas abertas.”

Silvinho criticou duramente o governo do Estado pelo abandono da Polícia Civil.

Silvinho criticou duramente o governo do Estado pelo abandono da Polícia Civil.

“Só não estamos piores, devido ao apoio firme e constante da nossa Guarda Municipal, que atua dentro das regras estabelecidas, fazendo um trabalho acima da média e pela boa parceria com a Polícia Militar,” complementou.

O parlamentar foi categórico ao dizer que os servidores não querem aumento salarial e sim uma estrutura mínima para trabalhar. “ Vemos a vontade nos olhos dos servidores da Polícia Civil de Artur Nogueira, atendendo com excelência a nossa assustada população, mas sem a mínima estrutura torna-se desumano cobrar alguma coisa.  Um dos servidores me disse que eles querem apenas uma estrutura para trabalhar,” frisou Silvinho.

Segundo o vereador, os profissionais sofrem com a falta de estrutura mínima.

Segundo o vereador, os profissionais sofrem com a falta de estrutura mínima.

Ele ainda pediu que a população cobre o Governo do Estado. “É preciso que a população entenda que a Segurança Pública é dever do Estado e cabe a ele, garantir esse direito do cidadão. A Prefeitura tem feito o impossível para garantir o que é dever do Estado, cedendo funcionários, o prédio onde funciona a delegacia. Os moradores devem cobrar o governador Geraldo Alckmin, já que aqui, ele teve mais de 70% dos votos na última eleição. Entrem no site da secretaria e façam as cobranças diretamente para as autoridades”, concluiu o parlamentar.

Caso não haja uma resposta do Governo do Estado, o vereador entrará com uma moção de repúdio.

Matéria: Wagner Luan / CBA Notícias

 


Comentários