Transparência sobre Turismo itapirense tem baixa adesão do público

A roda de conversa promovida pela Secretaria de Cultura e Turismo para falar sobre as ações que envolvem o turismo em Itapira teve a adesão de apenas duas pessoas na tarde do último sábado, 17, na Casa da Cultura ‘João Torrecillas Filho’, à exceção da equipe da secretaria e do presidente do Comtur (Conselho Municipal de Turismo), Antônio Assad Alcici Filho. Mesmo assim, a pasta classifica a reunião como satisfatória.

Motivada pelos comentários maldosos nas redes sociais após a divulgação da aprovação da documentação itapirense para contemplação no MIT (Município de Interesse Turístico), o encontro foi pensado justamente para trazer informação sobre cada passo dado pela Secretaria de Cultura e Turismo desde o início de 2017.

Contudo, mesmo diante da oferta de esclarecer dúvidas sobre tudo o que envolve o início de formatação da cidade em município turístico, com parcerias firmadas, ações desenvolvidas e planejamentos, o mesmo público que teceu críticas à possível conquista do título de MIT e da vinda de recursos financeiros para o fomento do setor não compareceu ao chamado para o bate-papo. “Infelizmente não pudemos contar com a participação das pessoas que criticaram essa conquista e eles não nos deram a oportunidade de explicar sobre cada passo dado até chegarmos ao ponto que estamos hoje. A secretaria vem trabalhando na busca de recursos oriundos de outras esferas (estadual, federal e até mesmo de empresas parceiras) porque entende que os recursos do município devem ser aplicados em suas prioridades, como saúde e educação, por exemplo. E a secretaria também tem esse olhar que o turismo é lima grande mola propulsora para geração de emprego e renda por conta da região em que estamos localizados”, declarou Tiago Fontolan, secretário de Cultura

  

Comentários