Tribunal de Contas classifica como ‘Efetiva’ a administração municipal em Holambra

holambracidade

Foto: Alexandre P. Macedo

Avaliação feita pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo considerou ‘Efetiva’ a administração do prefeito Fernando Fiori de Godoy no exercício de 2015. O índice, divulgado no início da última semana, mede a qualidade das políticas públicas desenvolvidas pelas cidades em sete diferentes setores – classificados individualmente.

Realizado a partir de dados extraídos de todos os municípios brasileiros, o indicador do Tribunal de Contas é o maior na área de gestão pública do país. Em Holambra, áreas como Saúde, Meio Ambiente, Proteção ao Cidadão e Gestão Fiscal receberam nota B+, qualificando os serviços como ‘Muito Efetivos’. A Educação, que em 2014 recebeu nota A (Altamente Efetiva), foi considerada ‘Efetiva’ em 2015, enquanto os setores de Planejamento e Governança em Tecnologia da Informação receberam nota C+, ou ‘Em fase de adequação’. Nenhuma pasta avaliada obteve baixa qualificação.

Para o prefeito Fernando Fiori de Godoy, que destacou o bom desempenho da Gestão Fiscal diante das dívidas encontradas e da crise econômica, a classificação é reflexo da seriedade e responsabilidade com que o trabalho vem sendo desenvolvido ao longo dos últimos anos.

“Dos sete setores avaliados pelo Índice de Efetividade do Tribunal de Contas, cinco foram considerados efetivos ou muito efetivos”, disse. “A avaliação positiva representa um importante indicativo de que a cidade está avançando no caminho certo, do desenvolvimento, e também um grande incentivo para que o desempenho dos serviços públicos siga alcançando, cada vez mais, padrões de qualidade e excelência”.

Das cidades da Região Metropolitana de Campinas, duas – Americana e Sumaré – receberam nota C+, consideradas ‘Em fase de adequação’. Treze foram classificadas como ‘Efetivas’ e cinco como ‘Muito Efetivas’ – entre elas, Artur Nogueira, Vinhedo e Valinhos.

  

Comentários