fbpx

Único na América do Sul, fragmento do Muro de Berlim ficará exposto em Mogi Mirim

A barreira física construída durante a Guerra Fria para separar Berlim, capital da Alemanha, em setores capitalista e socialista por quase trinta anos, é o maior símbolo de intolerância da história. Parte do muro que separou famílias e causou enorme sofrimento nos alemães, poderá ser visto pela primeira vez no Brasil.

O fragmento do Muro de Berlim – que mede 3,60 metros de altura, 1,50 metro de largura e pesa cerca de quatro toneladas – será exposto pela primeira vez durante o Festival de Inverno de Moji Mirim (FESTIMM). Trata-se do único fragmento do muro na América do Sul, que pertence à Lyra Mojimiriana, instituição de ensino de música localizada em Mogi Mirim, no interior de São Paulo.

O início da exposição está marcado para o próximo dia 6 de julho, quando terá início o festival promovido pela Lyra. O fragmento ficará exposto em área externa, em frente ao Centro Cultural “Professor Lauro Monteiro de Carvalho e Silva” em Moji Mirim e estará disponível para visitas durante a realização dos eventos.

“Nosso objetivo é proporcionar às pessoas a possibilidade de conhecer a história por trás desse muro e fazer com que elas reflitam sobre a atualidade. Temos vários ‘muros’ a serem derrubados, como a intolerância, a incompreensão. Essa peça histórica chega até nós com a finalidade de unir as pessoas através da música”, comentou o coordenador geral e maestro da Lyra Mojimiriana, Carlos Lima.

A Lyra Mojimiriana, que possui mais de 30 anos de experiência no ensino de música gratuitamente à comunidade local, recebeu a doação de parte do muro através de uma parceria internacional pelo Blue Hearts, projeto de intercâmbio cultural entre crianças alemãs e os alunos da Lyra. A parceria teve início ainda em 2008, com a vinda de executivos alemães para tratar de negócios com o Poder Público.

A partir de 2011, a Lyra e os alemães começaram a ter um contato mais próximo. Desde então, alunos da instituição – que mensalmente conversam com crianças alemãs por videoconferência – foram até a Alemanha, os alemães vieram a Mogi Mirim, além de festivais com músicos do país europeu terem sido realizados no Brasil.

Já em setembro de 2015, três alunos da Lyra Mojimiriana estiveram na Alemanha em evento do projeto Blue Hearts. A principal atividade foi ajudar as crianças de lá pintar o fragmento do muro que hoje está em solo brasileiro.

Chegada

Trazer o pedaço do Muro de Berlim para o Brasil não foi tarefa fácil. Os trâmites envolveram a participação do parlamento e governo alemão com a embaixada da Alemanha em São Paulo. A carga foi recebida pelo porto de Santos como bagagem diplomática no final de maio e posteriormente foi entregue à Lyra, com todos os documentos que envolvem a doação, como o certificado de autenticidade e autorizações necessárias.

O Festival

O Festival de Inverno de Mogi Mirim (FESTIMM), que está em sua quinta edição, acontecerá de 6 a 9 de junho e terá diversas atrações em torno do muro. A visitação ao símbolo histórico estará liberada a partir das 19h do dia 6, quando ocorrerá a abertura oficial do evento. Após o evento, os participantes terão a oportunidade de conferir a apresentação da Orquestra Sinfônica Lyra Mojimiriana – que executará canções de Beethoven, Grieg, Vivaldi, Strauss e Tchaikovsky – a partir das 20h, no teatro do Centro Cultural.

Na quinta-feira, dia 7 de julho, Felice & Cortes Young, diretamente de Berlim, sobem ao palco e apresentam o melhor do pop e do rock internacional com músicas e performances próprias. Na sexta-feira, dia 8, é a vez da música brasileira no FESTIMM. Tatiana Rocha se apresenta em um emocionante show de lançamento do CD “Brigada de Oxalá”. A abertura fica por conta do Coral Clássico Lyra e do Grupo de Seresta.

No último dia do festival, os amantes das guitarras poderão conferir o concerto “Rock’n Concert” que irá unir a Orquestra Sinfônica Lyra Mojimiriana, Banda Zenith, Felice & Cortes Young e o Coral Infantil em um só espetáculo sob regência do maestro Carlos Lima.

Assim como nos últimos anos, as noites musicais não terminam com as apresentações no teatro do Centro Cultural. A boa música estará presente também no Bar Café FESTIMM, que acontece no Salão Nobre “Luiz Guardia”. No repertório, jazz e bossa no primeiro e segundo dia, samba no terceiro dia de festival e no último, canja musical com os professores da Lyra, músicos da orquestra, Rogério Zenith, além da dupla Felice e Cortes.

Durante toda a próxima semana haverá atividades com as crianças da rede pública de ensino municipal, além de oficinas abertas aos pequenos, como por exemplo, visita monitorada, muro interativo, jogos musicais e até mesmo visita ao ensaio da Orquestra Lyra Mojimiriana. A programação pode ser conferida pela página do evento no Facebook: facebook.com/festivaldeinvernomm

Ingressos

Os ingressos para os três primeiros dias custam R$ 20 cada e o encerramento, R$ 60 (inteira). Quem comprar antecipadamente tem desconto. O pacote para os quatro dias de FESTIMM custa R$ 80. Os ingressos antecipados estão sendo vendidos na sede da Lyra Mojimiriana, à Avenida Luiz Gonzaga de Amoedo Campos, 51 – Vila Bianchi.

Serviço

5° FESTIVAL DE INVERNO DE MOJI MIRIM (FESTIMM)

Dias 6, 7, 8 e 9 de julho

Horário: 20h (no dia 6 a abertura da exposição do muro será às 19h)

Local: Centro Cultural “Professor Lauro Monteiro de Carvalho e Silva” – Avenida Santo Antônio, 430 – Centro – Moji Mirim/SP

Informações: (19) 3862-0967 ou facebook.com/festivaldeinvernomm

alunos-da-lyra-com-muro-em-Moji-Mirim

 

  

Comentários