VE fará operação de bloqueio contra Febre Amarela em parte da zona norte

A Vigilância Epidemiológica está deflagrando uma operação de bloqueio preventivo à febre amarela nos bairros atendidos pelas Unidades de Saúde dos Jardins Chaparral, Fantinato I e II, Santa Terezinha, Santa Cecília/Canaã, Alto dos Ypês e Guaçuano, na zona Norte de Mogi Guaçu.

O que desencadeou a ação foi um relato sobre o encontro de um macaco morto em um sítio na região do Engenho Velho. O caso só chegou ao conhecimento do Centro de Controle de Zoonoses e da Vigilância Epidemiológica através de uma postagem do dono do sítio em rede social.

O corpo do animal estava na boca de um cachorro, que provavelmente o enterrou em algum lugar, já que não foi encontrado nas buscas efetuadas. Como a área se situa na zona rural, mas alcança parte da zona urbana, é necessário estender o bloqueio aos bairros próximos.

A operação consiste de vacinar a população dos bairros num raio de cinco quilômetros de onde o macaco estava, ainda que os restos mortais do animal não tenham sido localizados para a coleta de amostras e realização de exames. A referência são as sete Unidades de Saúde.

A vacinação será realizada neste sábado, dia 27, das 8h às 16h, em pessoas que ainda não tenham recebido a vacina, desde crianças a partir de 9 meses de idade, observados os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Idosos acima de 60 anos e doentes crônicos podem ser vacinados, desde que por recomendação médica.

Equipes da Secretaria de Saúde estão panfletando os bairros abrangidos para dar conhecimento aos moradores que haverá vacinação no sábado. Empresas do Distrito Industrial “João Batista Caruso” também estão sendo comunicadas para transmitir a informação aos funcionários.

A Vigilância Epidemiológica enfatiza que a vacinação de bloqueio é só para os bairros da região situada no raio de cinco quilômetros, e não em toda a cidade, ao contrário do que estão propagando em redes sociais desde que os panfletos começaram a ser distribuídos.

Mogi Guaçu não tem casos positivos de febre amarela. O Município não é classificado como “Área de Risco” pelo Ministério da Saúde, mas como “Área de Recomendação de Vacina” por se localizar próximo de municípios com casos confirmados. Por isso, a vacina contra febre amarela continua disponível em todas as Unidades de Saúde.

SENTINELAS

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, os macacos não são efetivos causadores da febre amarela. Eles são tão vítimas quanto os seres humanos e nas áreas de florestas servem como sentinelas e alerta contra a presença da doença.

Nas áreas de mata, a amarela é transmitida pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes. Na área urbana, pode ser transmitido também pelo Aedes aegypti, o mesmo vetor dos vírus de dengue, zika e chicungunya, se ele estiver infectado com o vírus da febre.

  

Comentários