AÇÕES DA SAÚDE DE JAGUARIÚNA ELEVAM COBERTURA VACINAL CONTRA A PÓLIO PARA 90%

Fiocruz promove hoje (08), campanha de vacinação contra sarampo e paralisia infantil. Além da vacinação há diversas atividades educativas promovidas pela instituição (Tomaz Silva/Agência Brasil)

AÇÕES DA SAÚDE DE JAGUARIÚNA ELEVAM COBERTURA VACINAL CONTRA A
PÓLIO PARA 90%

As diversas ações adotadas pela Prefeitura de Jaguariúna, por meio da
Secretaria Municipal de Saúde e de outros setores da administração,
resultaram num aumento de 61% para 90% da cobertura vacinal contra a
poliomielite no município.

Segundo balanço divulgado pela Secretaria de Saúde, em 10 de outubro
haviam sido aplicadas 1.914 doses da vacina para um público estimado em
3.095 crianças. Já neste mês de novembro, após as ações de
incentivo à vacinação, o número de vacinados saltou para 2.787
crianças.

“Para atingirmos essa meta, foi feito um trabalho em conjunto entre a
Secretaria de Saúde e a Vigilância Epidemiológica, com apoio da
Secretaria de Educação”, explica a secretária de Saúde de
Jaguariúna, Maria do Carmo de Oliveira Pelisão.

“Durante o período da campanha, realizamos a vacinação nas creches do
município. Foi feita uma divulgação anterior com o ‘Zé Gotinha’ indo
até as escolas. Após isso, a vacinação foi feita no horário de
entrada e saída das crianças, com a presença dos pais ou
responsáveis”, afirma Maria do Carmo.

No dia 26 de outubro, também foi realizada uma ação em parceria com
um parque de diversões instalado no município, em que as crianças que
estavam com a carteira de vacinação atualizada ou que atualizaram na
entrada do parque, ganharam um ingresso.

O município ainda promoveu o “Dia D municipal”, onde quatro unidades de
saúde estavam abertas no sábado para que as crianças fossem vacinadas
com a pólio e outras vacinas em atraso.

“Essas estratégias foram necessárias, visto que a procura dos pais nas
unidades de saúde estava abaixo do esperado. Todas essas ações foram
muito válidas e tiveram um efeito muito positivo na nossa cobertura,
que passou de 61% para 90%”, completa a secretária de Saúde.

  

Comentários