Ações de conscientização de combate à dengue chegam a escolas, serviços de convivência e postos de saúde

A Secretaria de Saúde iniciou na última quarta-feira, 13, a intensificação da Campanha de Combate à Dengue junto com a campanha promovida pela EPTV e a Semana Estadual de Mobilização Social contra o Aedes Aegypt, promovida pela Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.

As ações de conscientização estão sendo realizadas em diversas escolas, nos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos/ NAIs e nas Unidades Básicas de Saúde. Além de palestras educativas e rodas de conversa, estão sendo desenvolvidas também atividades práticas de limpeza de criadouros e os agentes comunitários intensificaram o trabalho de orientação casa a casa.

Na semana passada foram registradas ações nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) Central, Flávio Zacchi, Pé no Chão, Vila Ilze e Braz Cavenaghi com palestras na sala de esperas das consultas, nos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos/ NAIs Criança Feliz (bairro Assad Alcici) e Cantinho da Amizade (Barão Ataliba Nogueira) com palestra educativa e atividade prática de remoção de criadouros e nas EMEBs Dona Izaura da Silva Vieira (Cubatão), Mariana do Carmo de Almeida Cintra (Barão Ataliba Nogueira), Gilmery Pereira Ulbricht (Assad Alcici) com palestras e orientações.

Nesta segunda-feira, estão sendo realizadas atividades na UBS Prados e na EMEB Heitor Soares. Amanhã (19) ocorrem ações nos Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Balão Mágico e Cristal Amarelo e na EMEB Sebastião Riboldi Guerreiro.

Entre quarta (20) e sexta-feira (22), as atividades serão realizadas nas EMEBs Profª.Gimery V.P.Ulbricht, Profª.Wilma de Toledo B.Munhoz, Vereador José Francisco Martins, Dr.Marco Antonio Libano dos Santos e Joaquim Vieira. Outros locais ainda serão confirmados.

Casos

A Vigilância Epidemiológica confirmou três novos casos de dengue na semana passada, dois na Rua Francisco Glicério e outro na Rua Francisco de Paula Ferraiol. Ao todo, o município contabiliza cinco casos em 2019. Como ação imediata à confirmação dos novos casos, a Vigilância Epidemiológica realiza o bloqueio e nebulização nas regiões afetadas.

  

Comentários