AMOR SEM INTERESSE, AMIZADE VERDADEIRA Parte 2

Na tarde desta segunda-feira (29), contei a história envolvendo a Danny Gandolpho e da Liliomara Righi, se você ainda não viu esse conteúdo, clique aqui e fique por dentro dos fatos.  E no final da história de ontem, eu disse que iria tentar trazer para vocês, a versão dos fatos pela ótica da Liliomara.

A Danny contou a história por meio de sua sensação e interpretação de cada momento, Danny é a pessoa quem deu a casa de presente para Liliomara. Agora, nós vamos ver a história contada na ótica da visão dos sentimentos da presenteada.

Agora pouco, terça-feira (30), por meio do  canal: Você no Topo de Tudo – VNT, gravei uma live com a Liliomara Righi, como teve alguns problemas de transmissão, logo vocês poderão ver clicando aqui. Mas o que quero enfatizar é que, mal começamos a conversar, as lágrimas já desceram dos olhos de Liliomara.

Visivelmente emocionada a diarista disse, no decorrer do bate papo, que “a ficha ainda não caiu”! A mulher de jeito humilde, simples e de grande sentimento de gratidão, afirmou veementemente que não esperava jamais receber essa dádiva.

“Várias e várias vezes, a Danny me falava que queria me presentar com uma casa, mas eu sempre disse a ela que não era preciso, que a nossa amizade era o nosso bem mais precioso”, conta.

Liliomara afirma que de fato foi “enganada” pela amiga, inclusive declarou que só descobriu, ao ler ontem na reportagem, que a casa era dela e que não precisaria pagar aluguel, “O momento foi tão emocionante que para falar a verdade, eu não ouvi e não entendia mais nada do que se passava naquele dia e, só ontem lendo a reportagem, a entrevista da Danny que descobri que a casa era minha e que não necessitaria pagar aluguel, aí chorei de novo”, afirma.

A diarista celebra o novo lar,  disse que a antiga residência  era pequena, sofria com alagamentos nos dias de chuvas fortes, relembrou que perdia móveis e agora, se emociona e só tem a agradecer a amiga Danny por doá-la uma casa com oito cômodos e totalmente mobiliada.

“Na minha antiga casa quando chovia forte era um desespero só, a água entrava, destruía tudo, perdia minhas coisas, agora essa fase passou – graça as Deus, ontem choveu forte por aqui, mas não tive mais aquela sensação de desespero”, conta.

Ainda sobre o evento surpresa, a mulher disse que foi até a casa achando que se tratava de algum problema para resolve, já que a mesma seria a casa de “Danny”, mas ao chegar lá a história tomou outros rumos, “Quando fui lá, a arquiteta é quem veio me buscar porque eu estava demorando, eu acreditava que estava tendo algum problema na casa, fui apreensiva, mas ao ver aquele carro de som comecei a ficar sem chão”, lembra.

Righi se diz muito grata por receber um presente tão grandioso de Danny, no decorrer da conversa, ela repetiu várias e inúmeras vezes que não era merecedora de tal feito, “Eu não fiz nada para Danny para merecer isso, ela sempre tentava me presentear com a casa e eu sempre desconversava, e eu repeti isso várias vezes no ouvido dela, “Danny eu não mereço, eu não mereço”, disse emocionada.

Durante  a nossa conversa, a todo instante Liliomara se emocionava, chorava e perdia a voz. Mas essas lágrimas não eram lágrimas de dor e de sofrimento, mas sim de grande a alegria e gratidão. Gratidão imensa por uma pessoa que a ama de forma ímpar e sem qualquer interesse.

A mulher que já estava emocionada, ficou ainda mais após a chegada de Danny no final do bate papo. Aí, o choro de Liliomara foi ainda mais “torrencial”. “Obrigado amiga, muito obrigado, eu não merecia, estou muito grata a você”, repetia em lágrimas.

A Danny que surgiu na conversa apenas declarou: “Que você continue sendo sempre essa pessoa honesta, integra, verdadeira que você é. Nunca mude o seu jeito de ser, permaneça sempre este ser humano fantástico e cheio de luz e amor que, certamente,  mais coisas boas virão para todos nós, fazendo o bem e sendo honesto e amando as pessoas, a gente consegue tudo”, finaliza.

 

  

Comentários