Assistência Social e CREAS mapeiam situação das pessoas em situação de rua

Na última terça-feira, dia 21 de março, a Secretaria de Assistência Social e a equipe técnica do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) desenvolveu um trabalho de abordagem das pessoas em situação de rua que costumam se abrigar nas imediações do Centro Cultural Zi Cavalcanti, na região central de Jaguariúna, com o objetivo de identificar essas pessoas e saber de suas necessidades imediatas.

De acordo com a Coordenadora do CREAS em Jaguariúna, Rita de Cassia Alduíno Zapella, a ação busca colocar em prática as políticas públicas do setor, que prevê o encaminhamento de pessoas em situação de vulnerabilidade para atendimento pela rede socioambiental. Quando se trata de morador da cidade é feito contato com a família, com a qual são discutidas as alternativas existentes, o que inclui o retorno da pessoa ao convívio com seus parentes.

De fora

Já quando a pessoa é de outro município o contato é com os serviços de referência da cidade de origem e com seus familiares, sempre seguindo as orientações do protocolo implantado na RMC (Região Metropolitana de Campinas). Após a identificação da cidade de origem e realizados os contatos necessários são providenciados os meios para encaminhamento (fornecimento de passagem, etc), mesmo quando se trata de outro estado.

Já nos casos em que os moradores de rua que apresentam algum tipo de dependência, geralmente álcool ou drogas, e aceitam se submeter a tratamento, são disponibilizadas vagas para internação e o necessário acompanhamento familiar pela rede pública de saúde. Conforme a secretária de assistência Social, Andrea Dias Lizun, o CREAS executa este serviço de forma continuada, realizando rondas com o apoio da Guarda Municipal (GM).

“Costumamos intensificar essas abordagens durante o inverno por várias razões, mas a principal dela é a humanitária”, destaca a secretária Andréa Lizun. Segundo ela, “é importante ressaltar que a população de rua é uma demanda onde as intervenções, em alguns casos, alcançam resultados a médio e longo prazo porque envolvem problemáticas sociais complexas”. Uma das formas de a população de Jaguariúna auxiliar o trabalho da Assistência Social e do CREAS é não oferecer dinheiro e alimentação aos moradores de rua. O correto é acionar o Plantão Social, por meio do telefone 199.

Matéria: ASCOM/Fotos: Ivair Oliveira

  

Comentários