Campinas libera agenda para reforço de 60 anos ou mais e imunossuprimidos

Moradores de Campinas (SP) com 60 anos de idade ou mais podem agendar a dose de reforço da vacina da Covid-19 nesta quarta-feira (29). A dose adicional também vale para pessoas com mais de 18 anos que sejam imunossuprimidas em alto grau O agendamento poderá ser feito a partir das 17h pela internet ou pelo telefone 160.e

A vacinação dos adolescentes de 12 a 17 anos, incluindo gestantes e puérperas (mulheres que tiveram bebês em até 45 dias), também será retomada neste horário. De acordo com a Secretaria de Saúde da metrópole, há 4,5 mil vagas no total.

Os idosos precisam ter completado as duas doses do imunizante há pelo menos seis meses. Já os imunossuprimidos, devem ter completado o esquema vacinal há 28 dias.

Moradores que tiverem dificuldade para marcar a data e o horário podem buscar auxílio no Centro de Saúde mais próximo da sua residência.

“As vacinas são aplicadas em 64 dos 67 centros de saúde do município apenas com dia e horário marcados. Apenas os CSs Boa Esperança, Carlos Gomes e Campina Grande não realizam a aplicação das vacinas”, informou a prefeitura.

As pessoas podem chegar ao local agendado com dez minutos de antecedência, para evitar aglomerações, e apresentar RG, CPF (se tiver), comprovantes do agendamento (que pode ser mostrado no celular) e de endereço em Campinas (pode ser em nome dos pais ou responsável desde que o parentesco seja comprovado por meio de documentos).

E se faltar no dia?

Segundo a Secretaria de Saúde, quem não comparecer no dia agendado terá o CPF suspenso por 30 dias no sistema de agendamento. “As eventuais contestações poderão ser encaminhadas via recurso formalizado no Procolo Geral da Prefeitura”, explicou a administração.

Não há possibilidade de escolha da vacina, mesmo com prescrição ou encaminhamento médico. O morador que se negar a receber o imunizante disponível terá que assinar um documento de recusa e só poderá ser vacinado quando todas as pessoas a partir de 18 anos estiverem vacinadas em Campinas.

  

Comentários