Canal 1 (sábado – 07/11/2020)

O título “Show do Esporte”, na Band, merece maior respeito

Voltar a investir no esporte, assim como faz no jornalismo, no caso da Band sempre será uma alternativa das mais interessantes.

E isso, na medida do possível vem acontecendo com as transmissões dos campeonatos alemão, italiano, russo, sub e feminino, além da NBA e outras perspectivas em vista.

É uma forma de atender uma parcela de público bem importante e também se colocar como opção ao que Globo, Record e SBT oferecem em suas programações.

Mas se algo ainda merece ser avaliado é a existência do “Show do Esporte”, ou a tentativa de fazer renascer um dos seus maiores sucessos, algo absolutamente incompatível para os dias atuais.

O momento e os valores são outros, a começar pela concorrência dos tantos canais esportivos hoje colocados à disposição. “Show do Esporte”, como título ou marca, deve ser destacado por aquilo que significou. Colocado numa galeria, mas não ser lembrado ou ser desgastado desta triste forma.

Em relação ao que existiu no passado, hoje é só uma caricatura. Não merecia.

(Glenda Kozlowski e Elia Junior, apresentadores do ‘Show do Esporte’/ Divulgação)

TV Tudo

Uma década

O “Cidade Alerta”, em 2021, completará dez anos de exibição na Record, desde a sua reestreia em 2011, com José Luiz Datena antes e Marcelo Rezende depois.

Nesta nova fase, começou como jornal local e depois ganhou a rede. Desde 2017 é apresentado por Luiz Bacci.

Uma mudança

Há dois anos, o “Cidade Alerta” mudou um pouco de foco e se especializou também em investigar pessoas desaparecidas.

E com resultados ainda melhores. Por exemplo, o seu pico de audiência, histórico, 20 pontos, foi em 2018, na cobertura do caso da menina Vitória. Uma década de vice-liderança.

Especial

A Globo ainda não anuncia, mas já tem programada a exibição de um especial de “A Grande Família”, no dia 6 de dezembro, um domingo, depois do “Esporte Espetacular”.

Na véspera, sábado, o mesmo programa será levado ao ar  no Viva.

Acelerada

As gravações de “Gênesis”, para agilizar os trabalhos, estão acontecendo em três frentes, entre estúdios e externas. Muita coisa sendo feita à noite.

Estreia programada para janeiro.

Planos

Assim como “Gênesis”, em janeiro a Record também terá a estreia de Geraldo Luís, programa semanal, às quartas-feiras.

Os trabalhos da sua produção devem começar já a partir deste mês.

Único espaço

No SBT, a escolha do dia e horário, segunda-feira às 23h45, para o seu programa esportivo, saiu depois de um estudo cuidadoso.

Entre as poucas opções disponíveis, entendeu-se que esta poderá, com o tempo, apresentar resultados bem interessantes.

A propósito

Ainda sobre o “Arena SBT”, trabalha-se com a possibilidade que, aos poucos, o programa será “descoberto” pelo público.

Assim como serão os seus participantes – Benjamin Back, Cicinho e Emerson Sheik pelo telespectador da TV aberta.

Mania do celular

“Conexão” é o tema do “Simples Assim”, da Angélica, neste sábado na Globo.

O programa coloca em questão os benefícios e os prejuízos do uso excessivo do celular.

Período

A Globo já tem definido o período de exibição do “The Voice+”.

Serão ao todo 11 programas, entre 17 de janeiro e 28 de março, com apresentação de André Marques, sempre aos domingos, depois do “Esporte Espetacular”.

Bate – Rebate

•     “A Fazenda” está levando a Globo a reforçar a programação do “Tela Quente”…

•     … Além de “Bacurau” e “Nasce uma Estrela”, a exibição de “As Viúvas” também já foi definida.

•     Na cobertura das eleições dos Estados Unidos, um fato em especial chamou atenção…

•     … Nos canais de notícia americanos, é enorme a quantidade de jornalistas, apresentadores e comentaristas de cabeça branca…

•     … Cabelos brancos mesmo. Assumidos…

•     … E como todos eles aparecem bem maquiados.

•     Existe, sim, um movimento forte na Globo para a escalação de Luan Santana em “Pantanal”…

•     … Mas, por enquanto, ainda não tem nada acertado com ele…

•     … Tudo vai depender da agenda do cantor com o período que a novela será produzida…

•     … O interesse existe. E das duas partes.

C´est fini

Falta alguém na Rede TV! para organizar a sua programação e dividir melhor os seus intervalos.

Agora, com a obrigação da propaganda política, existem  longos breaks entre programas, derrubando a audiência que já não é das melhores. Complicado.

  

Comentários