Candidaturas nas eleições 2020 aumentam 15% em Mogi Mirim

O número de candidatos para a disputa aos cargos nos poderes Executivo e Legislativo, nas eleições de 15 de novembro, será bem maior em comparação ao pleito eleitoral de 2016.

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) recebeu o pedido de registro de oito candidatos ao cargo de prefeito e oito de vice-prefeito. Em 2016, foram cinco dobradinhas majoritárias. A diferença é de quase 60% a mais de candidaturas.

Já para o cargo de vereador, os 70.434 eleitores mogimirianos aptos a votarem terão 332 nomes para escolher. Um aumento de aproximadamente 13% de concorrentes à uma cadeira na Câmara. São 17 vagas no Legislativo. Em 2016, foram 294 candidatos.

Os pedidos ainda aguardam julgamento do TSE. Poderão ser deferidos se os dados e documentação estiverem completos e se atenderam os requisitos da candidatura.

Confira os candidatos aos cargos de prefeito e vice-prefeito: 

  1. – Aloísio Bueno e Cabo Negro (PSL)
  2. – André Mazon (PTB) e Subtenente Giovani (Patriota)
  3. – Carlos Nelson (PSDB) e Manoel Palomino (DEM)
  4. – Danilo Zinetti e Jorge Setoguchi (PSD)
  5. – Dr. Elias Ajub e Major Getúlio (Republicanos)
  6. – Luiz Henrique e Adilson Pinheiro (PRTB)
  7. – Paulo Silva (PDT) e Dra. Maria Alice (SD)
  8. – Ricardo Brandão e Geraldo Leite (Podemos)

Segundo dados do DivulgaCandContas, em Mogi Mirim serão 67% de candidatos do sexo masculino e 33% do sexo feminino. Além disso, dos 23 partidos políticos do Município, 18 deles indicaram candidatos a vereador.

O PROS é o que indicou o maior número: 26, no total. Em seguida, o Podemos com 25, depois o PT com 23, o PTB com 22, o Patriota, o MDB e o PDT com 21 cada, o Cidadania, o PSB e o PSD com 20 cada, o PL com 18, o Solidariedade com 19, DEM e o PSDB com 17, o PSC e o Republicanos com 16 cada; o PSL com seis e o PRTB com quatro.

 

  

Comentários