fbpx

Cerimônia de posse de chefe destaca a importância do processo na Embrapa

A solenidade de posse de Marcelo Morandi, como chefe-geral da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP), na tarde de ontem, dia 21 de março, reuniu além de empregados, chefes gerais e adjuntos das demais Unidades da região Sudeste, o diretor executivo de Pesquisa & Desenvolvimento da Embrapa, diversos parceiros, colaboradores e representantes do poder legislativo.

O presidente da Embrapa, Maurício Lopes, ressaltou a importância desse processo extremamente profissional de troca de chefias na Rede Embrapa, grande mas integrada. “A presença dos chefes de outras Unidades mostra isso”.

Celso Manzatto, chefe-geral que deixa o cargo, mencionou que “todos os momentos são para agradecimento, em especial aos empregados, parceiros e colaboradores que me auxiliaram nesses seis anos de intensa troca de experiências”. Ele destacou pontos importantes de sua gestão – mais transversal – com rigorosos desafios para o redirecionamento da Embrapa no tema Sustentabilidade.

Para Marcelo Morandi, como a missão da Embrapa Meio Ambiente – unidade temática – é atuar na interface agricultura e meio ambiente, é necessário manter a sua agenda de prioridades na fronteira do conhecimento e em sintonia com a realidade e desafios da agricultura, para que possa contribuir efetivamente na busca pela sustentabilidade, na inserção estratégica e competitiva na Bioeconomia, na formulação de políticas públicas e na inclusão produtiva e redução da pobreza.

Assinaturas de contratos

Nessa ocasião também houve a assinatura de dois contratos. O primeiro, com a Associação de Proteção Ambiental Jaguatibaia, para formalização do comodato da área de 13,8 ha que será utilizada para a execução de atividades de Pesquisa e Desenvolvimento, assim como ações de transferência de tecnologia, especialmente em educação ambiental e na produção de mudas, em consonância com as ações previstas no projeto especial do código florestal.

O segundo, com a Magno Cerâmica Indústria e Comércio Ltda, foi sobre o licenciamento da patente “dispositivo de indução para eletrificação de jatos de gotas de bicos hidráulicos”, tecnologia desenvolvida pelo pesquisador da Unidade Aldemir Chaim, que aumenta a eficiência de aplicação de produtos utilizados em pulverização – químicos ou biológicos.

Durante o evento, foi realizado o lançamento da Plataforma ABC – Plataforma Multi-institucional de Monitoramento das Reduções de Emissões de Gases de Efeito Estufa na Agropecuária. Elaborada para apoiar o planejamento de ações voltadas à adoção das tecnologias sustentáveis de produção e responder aos compromissos assumidos pelo Brasil durante a Cop-15.
O responsável técnico, nomeado recentemente pela diretoria- executiva da Embrapa, é Celso Manzatto.

Cristina Tordin

 

  

Comentários