fbpx

Vazão de córregos é recuperada parcialmente

As chuvas de dezembro recuperaram parcialmente a vazão dos córregos e o nível de armazenamento de água nas represas, o que possibilitou aos moradores de Santo Antônio de Posse passarem as festas de final de ano um pouco menos preocupados com a falta de água.

saaep3

Nível de armazenamento de água nas represas também se elevou

O estado de São Paulo está dependendo das chuvas e dos consumidores para contornar a falta de água, de acordo com o novo secretário de Recursos Hídricos de São Paulo, Benedito Braga. “Por isso estamos pedindo para a comunidade possense para que utilize a água tratada com moderação e máxima economia”, afirma Mário Vitor Zonzini, presidente do SAAEP – Serviço Autônomo de Água e Esgoto Possense.

O município conta com três poços artesianos, um reservatório de 100.000 litros no bairro Bela Vista, um de 700.000 litros no bairro pedra branca e outro de 600.000 litros no bairro São Judas e a captação é diária. Em 2014, o SAAEP contou também com algumas represas de propriedade particulares, “e para o ano de 2015 já estamos iniciando a construção de barragens que irão sanar os problemas da falta de água, porém para que isso possa acontecer mesmo com tais construções será necessário que as chuvas sejam em número elevado durante o ano de 2015”, informa Zonzini.

Também está sendo feito um levantamento por uma equipe de sondagem para que possa ser realizada uma limpeza no córrego Benfica, com a finalidade de recuperação de água na captação. E nesta quarta-feira, 7, entrou em operação a estação de decantação da água da lavagem dos filtros das ETAs. “Calculamos uma economia média de 4 milhões de litros de água por mês”, diz o presidente do SAAEP.

ESGOTO E TAPA BURACOS
A cidade apresenta dezenas de pontos com esgoto entupido e vazando, o que pode provocar problemas com as chuvas fortes, por isso o SAAEP montou três equipes para resolver os problemas de imediato.

“Pedimos à população que informe as ocorrências pelo telefone 3896-1213, para uma manutenção mais rápida e eficaz” solicita Zonzini. “E também estamos realizando uma operação de tapa buracos na rua Santo Antonio e em alguns bairros onde fizemos reparos em rede” finaliza.

Dicas para economizar água:
– A cada dois minutos que você diminui no banho, podem ser economizados mais de 37 litros de água.
– Você gasta cerca de 186 litros de água limpa em 30 minutos regando o jardim. Para economizar, guarde a água da chuva e regue sempre de manhã, evitando que a água se evapore com o calor do dia.
– Ao limpar o aquário, aproveite a água para regar as plantas. Ela está enriquecida com nitrogênio e fósforo, o que faz muito bem para as plantas.
– A água do banho ou da máquina de lavar roupa também pode ser reaproveitada para lavar quintais.
– Feche a torneira ao escovar os dentes, fazer a barba e ao ensaboar a louça.
– Lave o carro com balde e um pano ao invés de uma mangueira. Se possível, não lave o carro durante a estiagem (época do ano em que chove menos).
– Guarde a água que você lavou a roupa para lavar o chão da sua casa.
– Conserte pequenos vazamentos ou torneiras que não fecham direito.
– Instale geladeiras e freezers em locais onde não bate muito sol. O mesmo vale para aparelhos de ar condicionado.
– Use calhas para captar água da chuva.
– Adote descarga de caixa acoplada no vaso sanitário (todas as fabricadas a partir de 2001 utilizam 6 litros de água). O vaso sanitário com a válvula e tempo de acionamento de seis segundos gasta cerca de 15 litros. Quando a válvula está defeituosa, pode chegar a gastar até 30 litros.
– Use um regador para molhar as plantas ao invés de utilizar a mangueira. No verão, a rega deve ser feita de manhãzinha ou à noite, o que reduz a perda por evaporação. No inverno, a rega pode ser feita dia sim, dia não, pela manhã.
– Adote o hábito de usar a vassoura, e não a mangueira, para limpar a calçada e o quintal da sua casa. A mangueira ligada por 15 minutos gasta cerca de 280 litros de água.

  

Comentários