fbpx

Comitivas da região e moda de viola vão marcar Cavalaria de Sant’Ana

A 17ª Cavalaria de Sant’Ana de Pedreira será realizada no domingo, dia 19 de julho, pelo Clube do Cavalo do Município, com apoio da Secretaria de Cultura e Turismo, da Prefeitura de Pedreira. A Organização aguarda pela grande participação de Cavaleiros, Amazonas, Muladeiros, Boiadeiros e Charreteiros, além de Comitivas de outras Cidades da Região e do Estado de Minas Gerais.

Assim como nos anos anteriores, a concentração, dar-se-á no Centro de Eventos Monsenhor Nilo Romano Corsi, situado na avenida Dr. Sylvio de Aguiar Maya, defronte a Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente e a Biblioteca Pública João Luiz Alvarenga, a partir das 10 horas.

A expectativa é grande. A Organização, com apoio da Administração Municipal, se entregou de corpo e alma na preparação do evento, para que tudo saia bem. Ao final da Cavalaria, o show será com Xande Pedroso e atrações Regionais. A locução e animação de Lica Di Araújo e seus convidados.

“A parceria com a Comissão Organizadora da Festa é muito boa e certamente será um dia apropriado para o encontro e lazer das famílias. É a maneira ideal de resgatar a cultura regional, e promover entretenimento aos moradores e visitantes. À frente, a imagem de Nossa Senhora Aparecida, promoverá a harmonia e tranquilidade do Desfile”, destacou o prefeito Carlos Pollo.

A Cavalaria de Sant’Ana vem se tornando um dos mais concorridos e bem organizados Desfiles da Região. O público que prestigia o evento também cresce ano a ano, passando horas e momentos agradáveis, desfrutando da amizade oferecida pela comunidade pedreirense. É um dia em que os inscritos de Pedreira e Região acordam cedo para participar do mais tradicional evento, programado com o propósito de resgatar parte da história pedreirense, que tem como diferencial a integração das famílias.

Um dos Organizadores, Lica Di Araújo diz que “é emocionante ver charreteiros, cavaleiros, muladeiros, boiadeiros e amazonas – sejam adolescentes, jovens ou veteranos reverenciando o passado – afinal, décadas atrás, Pedreira tinha muitas fazendas com gado e um dos trechos percorridos, a Avenida Joaquim Carlos, era conhecida como a “Estrada da Boiada”, já que manadas eram levadas do Setor do Jardim Santa Clara até onde hoje é a Sant’Ana II. Assim temos a certeza de que a história não foi esquecida, não se perdeu no tempo”, destacou o locutor Lica.

De acordo com a Organização, o percurso ficou assim definido: saída do Centro de Eventos Monsenhor Nilo Romano Corsi, por volta das 14h – percorrendo a Avenida Dr. Sylvio de Aguiar Maya, Rua Siqueira Campos, adentrando na Rua XV de Novembro, seguindo pelas Ruas Antonio Pedro, São José, avançando pela Avenida Joaquim Carlos, voltando à Rua Antonio Pedro, atingindo à Avenida Papa João 23, até as imediações da Central de Saúde e, encerrando-se no Centro de Eventos, quando diversas atrações serão apresentadas. O término da festividade está marcado para as 19 horas.

Esta é uma das atrações principais da Região. O acesso ao Centro de Eventos Monsenhor Nilo Romano Corsi é gratuito e aos presentes muita música, Praça de Alimentação, lazer e integração das famílias. “O espaço deve ficar tomado por animais, participantes, convidados e adeptos de uma boa cavalgada. Animais de todo porte chamarão a atenção daqueles, que se integrarão ao evento. A Organização se preocupa em oferecer total comodidade e segurança aos inscritos, bem como propiciar bem-estar a todos que passarão pelo local. É um domingo de recreação com a família. A equipe está coesa e preparada para que tudo seja resolvido prontamente, por isso a Cavalaria, vai alcançar sucesso”, destaca o secretário de Cultura e Turismo Claudinho Cassiani.

O prefeito Professor Carlos lembra que “o evento é para a valorização dos cavaleiros, muladeiros, amazonas, boiadeiros e charreteiros de toda a Região. A ousadia e o desafio tem sido grandes, mas estamos ultrapassando os obstáculos. É uma festa bonita, que muda a cara da Cidade neste dia e é muito vista pelos moradores, que vão às ruas para acompanhá-la. Há de se manter viva essa tradição e o respeito a aqueles que iniciaram este trabalho”, concluiu o prefeito Carlos Pollo.

  

Comentários