Lucas Sia solicita ampliação hídrica para que não falte água em Artur Nogueira

O prefeito Lucas Sia (PSD) esteve nesta terça-feira (13) em São Paulo para se reunir com o superintendente do Departamento de Águas e Energia (DAEE). Ao lado da presidente do Serviço de Água e Esgoto de Artur Nogueira, Gabriela Montoya, o chefe do Poder Executivo solicitou a ampliação da disponibilidade hídrica nas Bacias PCJ, das quais o município faz parte.

O intuito é garantir a sustentabilidade hídrica dos próximos anos, de modo que a cidade não venha sofrer com a falta de água. Além de Sia e Gabriela, estiveram presentes no encontro o deputado estadual Rafa Zimbaldi (PL), o superintendente Francisco Eduardo Loducca, o chefe de gabinete Wanderley de Abreu Soares Junior e a engenheira Lígia Oliveira, gerente sócio ambiental da Unidade de Gerenciamento de Projetos e Barragens Pedreira e Duas Pontes. Atualmente, estão sendo construídas e implantadas duas barragens no âmbito das Bacias PCJ, sendo os Reservatórios de Pedreira, no Rio Jaguari, e Duas Pontes, no Rio Camanducaia.

Ambas as obras – com previsão de conclusão em dezembro de 2022 – são estratégicas para garantir mais água e desenvolvimento para a região.  No entanto, para que alguns municípios recebam os benefícios, serão necessários sistemas adutores que viabilizem o acesso à água armazenada nos reservatórios. “É o caso de Artur Nogueira”, explica a presidente do Saean.

Segundo a Gabriela Montoya, há, no momento, um empreendimento de segurança hídrica associado às duas barragens que está em estágio de concepção e viabilidade. “O Sistema Adutor Regional das Bacias PCJ (SAR-PCJ) é capaz de transferir geograficamente os volumes de água armazenados pelos reservatórios de Pedreira e Duas Pontes para cidades que não são diretamente banhadas pelos rios que terão suas vazões regularizadas. Viemos, hoje, solicitar que Artur Nogueira seja um dos municípios beneficiados pelo SAR-PCJ com uma adutora”, conta a superintendente. Lucas Sia (PSD) frisou a necessidade de garantir a sustentabilidade hídrica nogueirense. “Estamos muito otimistas que Artur Nogueira será contemplada com o Sistema Adutor Regional. Essa será mais uma maneira de evitarmos problemas de falta de água.

Um trabalho preventivo que objetiva preservar meses e anos futuros”, pontua. O consumo de água tratada atualmente está em 521,87m3/h. Sendo assim, a Administração defende que a cidade carece de reservação de água bruta para tratamento. Artur Nogueira possui duas captações superficiais, uma direto no leito do Córrego Boa Vista (Poquinha) com outorga de 180m3/h por 12 horas diárias e outra na Barragem do Córrego Cotrins com outorga de 380m3/h. Esta barragem é responsável por 70% do abastecimento público do município.

 

  

Comentários