fbpx

“É uma emoção muito grande”, diz mãe sobre filha campeã da Prova Três Tambores

Matéria: Paula Partyka

Jullya Vicentini, juntamente com sua égua Two FrekPlay, seguem em trajetória vitoriosa em Prova Três Tambores

Há dois anos Jullya Vicentini pratica esporte equestre. Ela tem 11 anos e é campeã da prova Três Tambores do Jaguariúna Rodeo Festival 2018, na categoria Mirin, e vem se destacando gradativamente. Esta é uma das modalidades favoritas de quem frequenta festas de peão, feiras e eventos sertanejos que têm competição esportiva.

Trata-se de uma modalidade que exige velocidade e coordenação motora excepcional por parte do cavaleiro ou da amazona. Em resumo, a prova consiste em contornar três tambores dispostos na forma de triângulo no menor tempo possível. Tenha certeza: essa atividade pode ser mais complicada do que parece.

Andrea Vicentini, mãe de Jullya, conta que os treinamentos são no Centro de Treinamento (CT) Garbelini Ranch, duas vezes por semana, exceto em semana de competição onde os treinos acontecem todos os dias. Seu treinador é o Fabio Garbelini.

Ela conta que o esporte apareceu na vida da filha por meio da família. “Minha irmã trabalhava no CT e convidou a Jullya para andar de cavalo. Ela foi uma vez, duas vezes e não parou mais”. Após dois anos de treino, Jullya tem 35 troféus, duas medalhas, duas fivelas e se destaca nas provas Três Tambores.

Além de outras provas já feitas, no fim de semana do dia 29, Jullya conquistou dois títulos na cidade de Itapira na 3 °Festa do Cavalo da APAE. “Trouxe o 1°lugar na categoria Mirim, onde participaram 20 jovens com idade de 10 a 15. Trouxe também o 1° lugar na categoria feminina onde ela competiu com 26 competidoras profissionais”, conta sua mãe. Jullya também se destacou com o 2° menor tempo da prova.

No sábado, 11, Jullya participa em Jarinu, do Campeonato Victory Ranch. Um evento disputado em três etapas, onde há expectativa de obter bons resultados.

Segundo Andrea, a competidora ela conta com o apoio da Secretaria de Esporte e Lazer de Jaguariúna (SeJel) juntamente com Forte Lev proteção para seu animal. A SeJel apoia com o pagamento das inscrições das provas.

Transporte e alimentação são por conta dos pais, mas Andrea considera muito importante a ajuda da SeJel. “É um esporte caro. Tem inscrição que custa R$700”, conta.

Dentre suas lembranças, a que mais gosta é a do dia em que Jullya foi consagrada campeã da categoria mirin do Rodeio de Jaguariúna. “E por coincidência era o dia do meu aniversário”, lembra.

  

Comentários